Banca de QUALIFICAÇÃO: ROBERTA ARAUJO CAVALCANTE DE MENEZES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROBERTA ARAUJO CAVALCANTE DE MENEZES
DATA : 18/07/2016
HORA: 18:00
LOCAL: sala de aulas do PPGCEM
TÍTULO:
ESTUDO DA SINTERIZAÇÃO DE RESÍDUO DE EUROFER REFORÇADO RESÍDUO DE OXIDO DE ZIRCÔNIO


PALAVRAS-CHAVES:

metalurgia do pó, sinterização, 3Y-TZP, EUROFER, reaproveitamento


PÁGINAS: 104
RESUMO:
O ODS – Dispersed Oxide Strengthened é um recurso para reforçar ligas bastante estudado e já utilizado principalmente em indústrias aeroespaciais e em plantas de usinas nucleares com o objetivo de aumentar a resistência mecânica, a resistência sob fluência e diminuir o efeito do inchamento por irradiação em ligas que trabalham ambientes radioativos nas quais eles são utilizados. O mecanismo que permite o aumento dessas resistências (mecânicas, sob fluência e redução do inchamento) é que o ODS tende a não permitir deslocamento das discordâncias e o crescimento de grão tanto no processo de sinterização da metalurgia do pó como no trabalho em altas temperaturas e aumenta a temperatura de transição ductíl-frágil (DBTT).  O Y2O3 tem sido usado como principal oxido como reforço em aços ferrítico/martensíticos possibilitando a elevação da temperatura de trabalho desses ODS-aços para 650°C até 700°C. Por outro lado, existe uma tendência para a utilização de cerâmicas a base de zircônia para a confecção de próteses dentaria na qual a reutilização dos resíduos oriundos da produção dessas próteses com o mesmo propósito, pela sinterização, não apresenta as mesmas qualidades. A proposta deste trabalho é substituir o oxido de ítrio por resíduo de oxido de zircônio na fabricação de prótese dentária, como ODS, e o reaproveitamento do cavaco como resíduo de usinagem pela metalurgia do pó para a produção de aços-ODS. Foram preparados pós de EUROFER puro e EUROFER-ODS, com 5% em peso de oxido de zircônio tetragonal policristalino parcialmente estabilizado com oxido de ítro (3Y-TZP). Os pós de partida foram produzidos por moagem de alta energia em moinho planetário (rotação: 400rpm / tempo de moagem: 5horas / relação massa-bola: 10:1), em seguida as amostras com e sem ODS foram compactados a 700MPa em matrizes metálicas cilíndricas e posteriormente sinterizadas em forno resistivo à vácuo e em dilatômetro sem atmosfera controlada. As amostras de EUROFER puro e de EUROFER-ODS foram caracterizadas por: distribuição do tamanho de partículas, fluorescência de raio-X (FRX), difração de raio-X (DRX), densidade, microdureza, microscopia óptica, microscopia eletrônica de varredura.

 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 345842 - UILAME UMBELINO GOMES
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Externo ao Programa - 2613355 - FRANCINE ALVES DA COSTA
Externo à Instituição - LEILIANE ALVES DE OLIVEIRA - UFRN
Notícia cadastrada em: 11/07/2016 09:00
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao