Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA PRISCILLA DE ARAUJO SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
Discente: RENATA PRISCILLA DE ARAUJO SOUZA
Data: 13/05/2016
Hora: 15:00
Local: Sala de Reuniões - Demat
Título:

SÍNTESE  DE ÓXIDO DE ZINCO  DOPADO COM PRATA E INCORPORAÇÃO EM POLIAMIDA COMERCIAL: FOTOCATÁLISE E SELF-CLEANING


RESUMO:

Foram  sintetizadas  estruturas de óxido de zinco dopadas com prata em baixas temperaturas através da energia microondas. Tal método possibilitou à obtenção de nanomateriais em curto tempo, além de proporcionar o controle das características e propriedades físicas dos materiais durante sua síntese. Desse modo, o material obtido foi sintetizado a 100 °C a  partir  dos precursores:  acetato de zinco di-hidratado e nitrato de prata (como dopante) em concentração de 0, 1 e 2 % de Ag. Adicionando a síntese polivinilpirrolidona como agente surfactante e hexametilenotetramina como agente redutor/agente de precipitação ambas  em concentrações constantes. Nos tempos de 10 e 30 min.  Para sua caracterização, foi utilizado um fotoreator para avaliar sua efetividade na degradação do corante Alaranjado de Metila. Além disso, foram realizadas difrações de Raios-X (DRX), Microscopia Eletrônica de Varredura e por Efeito de Campo (MEV/FEG), Espectrofotometria (absorbância e transmitância), fotoluminescência. Os resultados de DRX apontaram fases cristalinas de Wurtzita para o ZnO e estruturas cristalinas: cúbica de face centrada para a prata metálica. Com a espectrofotometria foi possível confirmar por absorbância no comprimento de onda do corante alaranjado de metila a fotocatálise heterogênea através do ZnO dopado com 1 % de prata  sintetizada em 10 min no tempo médio de 2 horas e 30 min e por transmitância foi obtido o gap direto e indireto das composições estudadas. Todos os semicondutores obtidos apresentaram a propriedade de fotoluminescência que ilustra presença de impureza nas  composições dopadas, confirmando a dopagem por Ag verificada no DRX, a dopagem ocasionou para o material puro um deslocamento do verde para o amarelo e também para o vermelho que são comprimentos de ondas de menor energia confirmando assim alterações nas propriedades elétricas do mesmo, melhorando assim a propriedade fotocatalítica,  além disso, a analise também apresentou pico referente as nanoparticulas de prata. Com esses resultados foi realizada a etapa de impregnação das partículas em tecido de poliamida comercial através do método de deposição por imersão (Dip Coating), para isso foi utilizado um copolímero baseado em  estireno e acrilato de butila. Após etapa de impregnação foram realizadas analises  das amostras  em diferentes concentrações por DRX, MEV/EDS e Espectroscopia no Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR). A avaliação da propriedade Self-Cleaning foi baseada na variação de cor (ΔE) utilizando a espectrofotometria por refletância do antes e depois da submissão das amostras com antocianidinas à radiação ultravioleta.



PALAVRAS-CHAVE:

Óxido de Zinco, Prata e Fotodegradação.


PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Interno - 1802888 - FABIANA VILLELA DA MOTTA
Externo ao Programa - 3432383 - FILIPE MARTEL DE MAGALHAES BORGES
Externo ao Programa - 2941160 - JOSE HERIBERTO OLIVEIRA DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 28/04/2016 11:19
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao