Banca de DEFESA: VILMA ARAUJO DA COSTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VILMA ARAUJO DA COSTA
DATA: 27/02/2015
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO:

Avaliação de novos materiais e processos para a remoção de nitratos em água


PALAVRAS-CHAVES:

Membrana, reator de membrana, alumina, nitrato, eletroquímica


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

A necessidade de preservar o meio ambiente tem levado a busca de novos métodos para a eliminação eficiente de compostos químicos que alteram a estabilidade dos nossos recursos naturais. Entre estes recursos, se destaca em primeiro lugar a água, como um bem precioso e escasso, o que conduz a seu uso adequado e sua reciclagem. Em virtude disso, a Organização Mundial da Saúde estabeleceu valores máximos admissíveis em águas potáveis, tais como: 50 mg/L, 0,1mg/L e 0,5mg/L para NO-3,  NO-2, NH+4, respectivamente. Por estas razões, avalia-se a implementação de novas tecnologias de tratamento de águas objetivando a remoção desses compostos. Nos últimos anos, vários processos tem sido alvo da nossa atenção, a exemplo dos estudos de adsorção de aluminas, tanto em pó como suporte para um sistema catalítico utilizando membranas inorgânicas capazes de suportar condições mais severas de temperatura e pressão abrindo novas possibilidades de aplicações dos reatores de membrana; como também, tratamentos eletroquímicos com ânodo de DDB e diferentes cátodos. Para tal intento, foi realizado o estudo da adsorção de nitratos em diferentes tempos para avaliar o tempo necessário para alcançar o equilíbrio empregando três aluminas comerciais denominadas aluminas ácida, básica e neutra, com posterior tratamento na alumina ácida impregnando-se metais (Pd-Cu/Al2O3) para a reação catalítica. Os materiais foram previamente caracterizados pelas técnicas de DRX, MEV e ABET. Os testes de adsorção mostraram que a simples adsorção de nitratos em alumina (pó), não foi muito eficiente mostrando uma capacidade adsortiva considerável de nitrato nos primeiros trinta minutos, equivalente a 50% de remoção alcançando equilíbrio nesse tempo. Para a reação realizada em reator utilizando o catalisador em pó, os resultados foram favoráveis totalizando uma diminuição nas concentrações de nitrato de 64% ao final de 3 horas, o que não ocorreu utilizando o suporte Pd-Cu/TiO2 noreator de membrana, necessitando-se, dessa forma, aprimorar as condições do sistema catalítico para otimizar o processo. Já, para os testes eletroquímicos, houve uma remoção bastante considerável, totalizando uma redução na concentração de nitrato de 80% em custos aplicáveis viáveis.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1645110 - CARLOS ALBERTO MARTINEZ HUITLE
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - KATIA BERNARDO GUSMÃO - UFRGS
Externo à Instituição - MIGUEL TORRES RODRIGUEZ - UAM
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 23/12/2014 08:51
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao