Banca de DEFESA: ELLANY GURGEL COSME DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELLANY GURGEL COSME DO NASCIMENTO
DATA: 29/06/2015
HORA: 09:00
LOCAL: CONSEC - CCS
TÍTULO:

COMPORTAMENTO EM SAÚDE: RECONHECENDO O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA 


PALAVRAS-CHAVES:

Comportamento, comportamento e mecanismos comportamentais, medicina do comportamento, comportamento de escolha, pesquisa comportamental, adesão ao tratamento.


PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

A importância dos fatores de risco para a prevenção de morbidade e mortalidade prematura é amplamente reconhecido por pesquisadores e profissionais de saúde pública. Encontramos prerrogativas que o tabagismo, sedentarismo e álcool estão entre os comportamentos determinantes da saúde, assim, observa-se a disseminação crescente de regras prescritivas a favor do envolvimento em normas de comportamento na busca de se promover uma boa saúde. Diante destas prerrogativas encontramos a necessidade de visualizar e ampliar esta discussão na realidade social onde estamos inseridos para conceber e analisar a compreensão da população acerca do processo saúde/doença e entender suas percepções sobra a adesão terapêutica. A importância de efetivar a pesquisa advém da necessidade de conhecer melhor o perfil da população e assim poder planejar melhor as ações em saúde, bem como conseguirmos uma melhor adesão a terapêutica. Este estudo teve como objetivo caracterizar aspectos comportamentais em saúde, além de identificar comportamentos dirigidos a saúde por parte de grupos, identificar e caracterizar a adesão terapêutica frente a doenças crônicas. Para tanto foi realizado um estudo transversal, formato de inquérito domiciliar de natureza descritiva, o qual utilizou análise quantitativa com intuito de descrever e associar as relações entre variáveis. O estudo foi desenvolvido com a população da zona urbana e rural do  município  de Caraúbas/RN. Através da aplicação de 3.482 questionário por agentes comunitários de saúde do município, sendo um por domicílio e caso o entrevistado seja portador de alguma doença crônica era acrescentado um outro questionário específico para avaliar adesão terapêutica ao tratamento. Acredita-se que a realidade pesquisada não diverge do perfil socioeconômico e demográfico, das cidades de pequeno porte do estado do Rio Grande do Norte ou mesmo das demais do Brasil o que pode caracterizar a possibilidade de generalização de cenários a serem investigados na mesma temática e ação metodológica. O estudo subsidiou o conhecimento das necessidades de saúde e sociais daquela população e foi diante disto que se observou que os comportamentos adotados partem da cultura que este sujeito está inserido, ao mesmo em que se destaca a globalização nos práticas em saúde, evidenciados pelo alto consumo de carnes, pouco de verduras e frutas e baixa adesão a atividades físicas. Existem percepções distorcidas em saúde, e de estilo de vida que podem caracterizar a atual crença em saude e doença comprometendo a promoção da saúde.   Discussões acerca de práticas de cuidados de saúde, como alimentação adequada, peso ideal, não utilização de tabaco, uso moderado de bebidas alcoólicas e atividade física regular, merecem ser difundidas e trabalhadas de forma interdisciplinar, no qual todos os espaços, saberes e sujeitos possam propiciar novas formas de pensar a saúde, a doença e a prestação de serviços.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FATIMA RAQUEL ROSADO MORAIS - UERN
Interno - 1161810 - GILSON DE VASCONCELOS TORRES
Presidente - 1323908 - JOAO CARLOS ALCHIERI
Externo à Instituição - MÔNICA CRISTINA BATISTA DE MELO - IMIP
Externo ao Programa - 2374850 - THAIZA TEIXEIRA XAVIER NOBRE
Notícia cadastrada em: 29/06/2015 08:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao