Banca de QUALIFICAÇÃO: DACIO TAVARES FREITAS GALVAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DACIO TAVARES FREITAS GALVAO
DATA: 04/05/2012
HORA: 09:00
LOCAL: CCHLA - Auditório "C"
TÍTULO:

Câmara Cascudo: poeta e leitor de poesia


PALAVRAS-CHAVES:

Câmara Cascudo, Poesia, Modernismo, Registro poético


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Comparada
RESUMO:

Este projeto tem como ponto de partida a procura de uma resposta para o fato da existência de um conjunto de poemas produzidos por Luís da Câmara Cascudo, um “poeta” que não chegou a ser reconhecido como “poeta”, uma vez que intencionou mas não publicou livro de poesia. Por outro lado, instiga a imagem do então jovem poeta do início do século XX que se defrontava com uma situação provinciana em nada propícia aos seus anseios de vanguarda, conforme se verifica nas suas reflexões literárias de então, relacionadas ao movimento modernista. O Cascudo poeta e leitor de poesia, pesquisador da oralidade romancística ibérica, das modinhas, da culinária, dos autos e danças de matizes afro-descendentes situa-se no contexto da modernidade. Os textos analisados transcendem e ao mesmo tempo se relacionam com as ideias que giravam no antes, durante e pós Semana de Arte Moderna de 1922.  A pesquisa em curso apresenta uma reflexão sobre o significado da poesia na obra cascudiana e leva em consideração variantes (históricas, literárias, culturais, sociais) capazes de tornar cada vez mais complexo o modo de apreensão de obra tão vasta. Além da possibilidade de apreensão da obra em questão, este projeto justifica-se como uma forma de colaborar com o processo de conhecimento crítico da, cada vez mais, complexa experiência intelectual brasileira, de que faz parte a obra cascudiana. No desenvolvimento da pesquisa, tem-se como ponto de apoio para o diálogo crítico os estudos já realizados acerca do modernismo na literatura brasileira. Uma revisão bibliográfica inicial aponta para a necessidade de aprofundamento do ponto crítico, histórico, no qual se encontram a afirmação cultural e o processo de modernização do país. Para analisar as projeções atuais do registro literário estudado, o projeto faz conexões entre o conjunto de textos selecionados para análise e outros que tiveram uma considerável visibilidade pela crítica no contexto da época. Ao mesmo tempo, considera-se o acervo de estudos críticos que vêm se realizando no âmbito dos programas de pós-graduação da área, acerca da permanência dos temas em foco (por exemplo, o tema regional e o tema da modernização), fato que impulsiona uma discussão sobre perspectivas teóricas distintas e complementares, indispensáveis a um passo adiante nos estudos da área de Letras. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1746024 - EDNA MARIA RANGEL DE SA GOMES
Presidente - 349739 - HUMBERTO HERMENEGILDO DE ARAUJO
Externo à Instituição - JOSE LUIZ FERREIRA - UFERSA
Notícia cadastrada em: 02/05/2012 16:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao