Banca de QUALIFICAÇÃO: WILLIAM BRENNO DOS SANTOS OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WILLIAM BRENNO DOS SANTOS OLIVEIRA
DATA : 03/06/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Pela plataforma google meet
TÍTULO:

O espelho de Frida Kahlo: reflexos e refrações de um corpo grotesco


PALAVRAS-CHAVES:

Frida Kahlo. Corpo grotesco. Bakhtin. Autorretrato. Diário íntimo.


PÁGINAS: 156
RESUMO:

 

 

A obra pictórica de Frida Kahlo é mundialmente conhecida. Seus quadros já foram objeto de investigação em algumas áreas do conhecimento no mundo acadêmico. No entanto, na atualidade, não somente os quadros são usados como corpus de pesquisas, desenvolvidas nos mais diversos campos do saber. Nosso trabalho é, de certo modo, inaugural, no mundo das humanidades, neste sentido, pois ele atravessa a fronteira da esfera.

artística e instaura-se, também, no espaço da esfera íntima e privada da pintora. A possibilidade de realizar tamanha tarefa realizou-se apenas porque sua produção privada tornou-se pública. Seu diário íntimo foi publicado, seu acervo epistolar particular virou livro, suas fotos pessoais foram reunidas e publicadas também em um livro. Diante disso, podemos afirmar que esta tese tem por objetivo investigar os elementos do grotesco bakhtiniano (BAKHTIN, 2013) presentes no corpo feminino que é retratado em autorretratos e em algumas páginas do diário íntimo da, mundialmente famosa, pintora mexicana, Frida Kahlo. Esta pesquisa foi provocada e existe pela vontade de esmiuçar e responder, entre outros, os seguintes questionamentos: Quais elementos do grotesco encontram-se no corpus que aqui se apresenta? Tais características são suficientes para dar ao corpo feminino, representado por Frida, o status quo de corpo grotesco, na perspectiva bakhtiniana? Para garantir a efetividade deste trabalho, precisou-se confrontar ideias nas fronteiras que as unem e assumir uma vestimenta teórica e metodológica. Assim, a nossa tese está assentada nas bases da linguística aplicada transgressora e transdisciplinar (LOPES, 2019) e da teoria bakhtiniana (BAKHTIN, 2010; 2013; 2015; 2016; 2018). Porém isso não é tudo. Escolhemos, ainda, como caminho metodológico mais pragmático, imbuir-nos de um perfil qualitativo-interpretativista para a nossa pesquisa. O que implica dizer que acreditamos nas respostas, sóciohistóricas e eticamente engajadas, dadas pelo corpo de Frida Kahlo, retratado nos recortes que fizemos, aos questionamentos levantados durante a nossa jornada. Acreditamos, ainda, que o mote e as ferramentas, usados pela pintora e mulher Frida, nas suas mais variadas faces, revestiram-se de características grotescas para alcançar seus horizontes de interesse.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Interno - 1000286 - ORISON MARDEN BANDEIRA DE MELO JUNIOR
Externo à Instituição - WELLINGTON MEDEIROS DE ARAUJO - UERN
Notícia cadastrada em: 24/05/2022 10:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao