Banca de DEFESA: SHEILA CRISTIANE DE JESUS DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SHEILA CRISTIANE DE JESUS DA SILVA
DATA : 29/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

TRANSCULTURAÇÃO E REALISMOS IMAGINÁRIOS NA COMPOSIÇÃO LITERÁRIA DA OBRA CEM ANOS DE SOLIDÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Realismos Imaginários. Transculturação. Composição literária. Personagens.


PÁGINAS: 74
RESUMO:

Esta dissertação tem como objeto de análise o romance Cem Anos de Solidão a partir dos precedentes narrativos oriundos dos Realismos imaginários que inspiraram a sua escrita, perpassando pelo contato de culturas distintas que possibilitaram o fenômeno da transculturação presente na sua unidade narrativa em seus três níveis: o linguístico, o composicional e o da cosmovisão do autor. Destacamos o nível transculturador da composição literária do enredo e personagens para estabelecer a análise de corpus do próprio romance e sua pertinência com os elementos regionais e modernos que originam o fenômeno transculturador. O objetivo é analisar a obra sob a perspectiva transcultural proposto por Rama e seus elementos dos realismos imaginários somados à cultura universalista adquirida do elemento externo. Estabelecemos os critérios de análise no nível da composição literária, já que dela deriva os outros dois níveis, ou seja, o linguístico e da cosmovisão do autor. A análise se pauta pelo método teórico-metodológico de pesquisa qualitativa e análise crítica, se propõe a destacar as regulares aparições de elementos dos realismos imaginários, elemento interno e a simbiose com elementos das culturas ocidentais externas e a recorrência mítica no romance escolhido, para constatar a utilização desses elementos na estrutura textual e o fenômeno transculturante. Para isso, tomamos por base os postulados teóricos de Becerra (2008), Peña Gutiérrez (1987) sobre os realismos imaginários, Lezama Lima (1979), sobre a imagem da América latina e suas culturas múltiplas, Ángel Rama (1987; 2001) e sua visão sobre o fenômeno transcultural e Greimas (2013) sobre os elementos de interpretação da narrativa mítica. Os resultados indicam que todo o romance foi configurado de maneira que a transculturação estivesse articulada com os elementos dos realismos imaginários, inscrevendo a composição original como fruto da somatória de elementos míticos das diferentes etnias e elementos culturais prefiguradas nas personagens e suas ações na fábula construída.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3546280 - SAMUEL ANDERSON DE OLIVEIRA LIMA
Interno - 1299003 - DERIVALDO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 242.427.304-97 - JOAO BATISTA DE MORAIS NETO - NÃO INFORMADO
Externa à Instituição - LEILA MARIA DE ARAUJO TABOSA - UERN
Notícia cadastrada em: 08/07/2020 09:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao