Banca de DEFESA: TASSIANA DE BRITO VIANA MARQUES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TASSIANA DE BRITO VIANA MARQUES
DATA : 09/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma on line - a ser definida pelo PPGEL
TÍTULO:

TRADUÇÃO ANOTADA DOS MEDICAMINA FACIEI FEMINEAE, DO POETA OVÍDIO


PALAVRAS-CHAVES:

Ovídio; literatura latina; poesia didática; puella elegíaca.


PÁGINAS: 90
RESUMO:

 De acordo com a historiografia literária, Medicamina Faciei Femineae (Cosméticos Para o Rosto da Mulher) escrito pelo poeta Ovídio, no século I a.C. nos chegou através de 100 versos, de um total de 800. O poema recebeu pouca atenção, provavelmente, em função das seguintes questões: tamanho do texto, tecnicismo excessivo da linguagem, pouco interesse à temática e, até mesmo, por ser dedicado ao público feminino. Se muitas nos parecem as razões ou a problemática evidenciadoras da pouca importância que se tenha atribuída a um texto escrito por um poeta de  reconhecida notoriedade, evidenciamos que Medicamina Faciei Femineae se integra muito bem no conjunto da obra desse poeta que se inseriu de uma maneira particular com o tempo histórico em que viveu. Marcada pelo tom professoral, a poesia de Ovídio se insere no quadro do que a tradição clássica denominou “escrita didática” e há, nos Medicamina, dois pontos fundamentais quando consideramos esse didatismo: o interlocutor ovidiano, sendo este a puella da poesia elegíaca clássica, e o diálogo que o texto estabelece com as próprias obras ovidianas e com obras de outros autores, particularmente com aqueles que lhes são contemporâneos. É possível identificar, também no texto Ovidiano, mais do que um tom jocoso, como muitos defendem, pois os “medicamentos” – remédios, utilizados como cosméticos – são apresentados consoante o que se encontra em tratados reconhecidos no mundo clássico. Este trabalho apresenta uma tradução comentada desse poema. Recorremos e reativamos problematizações já evidenciadas por estudiosos da obra ovidiana, e propomos uma tradução anotada que envolve aspectos linguísticos, estilísticos e textuais do poema, situados no contexto histórico, político e social em que viveu o autor. Visualizamos, em nossas reflexões, que Medicamina Faciei Femineae guardam as marcas de uma historicidade que deve ser ressaltada, ao se lidar com a literatura clássica, e que é necessário reconhecer o valor da obra em seu contexto de criação e iluminá-la no conjunto dos escritos de Ovídio.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2226795 - MARIA HOZANETE ALVES DE LIMA
Interno - 1496892 - MARCIO VENICIO BARBOSA
Externo à Instituição - FRANCISCO EDI DE OLIVEIRA SOUSA - UFC
Notícia cadastrada em: 10/06/2020 11:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao