Banca de DEFESA: CORINA FURTADO BRAUNA BRAGA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CORINA FURTADO BRAUNA BRAGA
DATA : 05/07/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório 4
TÍTULO:

PRODUÇÃO ESCRITA NO ENSINO/APRENDIZAGEM DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA NO CONTEXTO DE UMA ESCOLA PARTICULAR DE NATAL, RN: UMA PESQUISA- AÇÃO EM PEDAGOGIA DO GÊNERO




PALAVRAS-CHAVES:

Palavras chaves: Ciclo de Ensino; Pedagogia de Gênero; Escola de Sydney; Descrição.


PÁGINAS: 194
RESUMO:

Este trabalho caracteriza-se como uma pesquisa-ação (TRIPP, 2005) e visa investigar o efeito da implementação do Ciclo de Ensino desenvolvido por Rose e Martin (2012) e Rose (2015), nesse caso aplicado no ensino/aprendizagem da compreensão e produção escrita de aprendizes da língua inglesa como língua estrangeira (ILE). A pesquisa foi realizada em um programa bilíngue de uma escola particular em Natal, RN. O foco da pesquisa está em atividades de produção escrita, em categorias específicas – contextuais, discursivas e gramaticais. O arcabouço teórico se baseia primeiramente nos conceitos da Linguística Sistêmico Funcional (LSF) de Halliday e Matthiessen (2004, 2014) e seguidores da Escola de Sydney, e da Teoria de Gênero e Registro (TGR) (MARTIN; ROSE, 2008; 2012) oriunda da LSF, além da Pedagogia de Gênero (PG) elaborada nos conceitos da TGR. Foram considerados também trabalhos implementados internacionalmente pela perspectiva da Escola de Sydney de Rose e Martin (2012). Estas práticas pedagógicas se baseiam também no ensino explícito teorizado por Bernstein (1975). Seguindo os métodos de pesquisa-ação, perante os desafios do ensino/aprendizagem da produção escrita em ILE no contexto desta escola particular, elaboramos uma intervenção pedagógica sistematizada pelo Ciclo de Ensino, (ROSE, 2015), da produção escrita de um gênero factual, do tipo ‘descrição’, da pintura Christina's world, de Andrew Wyeth (1948). Analisamos as produções escritas a partir das categorias de avaliação incluídos no Ciclo de Ensino (ROSE, 2015). Dados gerados das produções escritas dos 19 alunos, participantes da intervenção pedagógica com o CE, de duração de um mês, mostram um aumento nos escores em geral, e particularmente nas categorias contextuais – estágios, fases, além da categoria gráfica de apresentação. Além disso, este instrumento de avaliação da escrita, com um conjunto de categorias que salienta aspectos específicos de cunho contextual e discursivo, além dos gramaticais, fomentou uma ampla visão e desenvolvimento nestes aspectos. Resultados mostram que a intervenção prática pedagógica representa uma melhoria na prática pedagógica da professora-pesquisadora e no contexto escolar da pesquisa. Trabalhos futuros podem incluir um estudo longitudinal e o uso de outros gêneros discursivos e tipos de textos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1666189 - JANAINA WEISSHEIMER
Interno - 1675404 - PAULO HENRIQUE DUQUE
Externo à Instituição - ORLANDO VIAN JUNIOR - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 11/06/2019 09:02
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao