Banca de QUALIFICAÇÃO: WILLAME SANTOS DE SALES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WILLAME SANTOS DE SALES
DATA : 25/01/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório A
TÍTULO:

JOSÉ BEZERRA GOMES E O CICLO DO ALGODÃO NO SERIDÓ POTIGUAR: implicações estilísticas na poética do autor-criador


PALAVRAS-CHAVES:

 José Bezerra Gomes. Romances. Ciclo do Algodão. Estilo. Poética do Algodão. 

 


PÁGINAS: 120
RESUMO:

Esta pesquisa tem por objetivo central criar inteligibilidades acerca da possível influência do Ciclo do Algodão no Seridó potiguar sobre a construção estilística do autor-criador nos seguintes romances de temática rural do escritor curraisnovense José Bezerra Gomes: Os brutosOuro Branco e A porta e o vento. Para tanto, assume-se, do ponto de vista teórico-metodológico, os postulados do Círculo de Bakhtin, especialmente as noções de linguagem, enunciado literário, vozes sociais, relações dialógicas e estilo. O estudo situa-se no escopo da Linguística Aplicada, área indisciplinar e fronteiriça cujo foco é a linguagem em situação concreta de uso, e adota o paradigma indiciário-interpretativista de base sócio-histórica. As leituras-escutas dos romances possibilitaram perceber diversas vozes sociais ali representadas e enxergar diversas formas de diálogo, todas atravessadas por (e refratárias de) visões de mundo em constante embate, as quais, devido ao gerenciamento e ao acabamento dados pelo autor-criador, acabam por imprimir aos enunciados um tom social-individual, um estilo particular frente aos discursos circulantes em seu meio. Embates ideológicos envolvendo a voz da tradição em defesa do casamento, a negação de imagens estereotipadas de sertão, a metaforização de uma arena de combate e a poetização da linguagem prosaica são algumas das relações dialógicas que contribuem para a construção do estilo bezerriano nos romances escutados. Constata-se que todos esses embates dialógicos e ideológicos são perpassados pelo ideário do chamado Ciclo do Algodão, período áureo vivido no Seridó potiguar que transformou aquele espaço do ponto de vista social, cultural, político e econômico durante mais de um século (de 1860 a 1980). Considerando a mobilização e a dialogização, nos romances, de inúmeros elementos alusivos a esse períododefende-se a tese de que ele influenciou o estilo de José Bezerra Gomes, de modo a constituir uma espécie de “Poética do Algodão” no projeto de dizer do mencionado autor-criador. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149420 - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Externo ao Programa - 277306 - JOAO MARIA PAIVA PALHANO
Externo à Instituição - WELLINGTON MEDEIROS DE ARAUJO - UERN
Notícia cadastrada em: 21/01/2019 11:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao