Banca de DEFESA: ANTONIO PETERSON NOGUEIRA DO VALE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANTONIO PETERSON NOGUEIRA DO VALE
DATA : 06/07/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório 4, Ágora
TÍTULO:

“Fazendo a egípcia”: a transexualidade e o duplo em Do fundo do poço se vê a lua


PALAVRAS-CHAVES:

Subjetividade, Transexualidade, Gênero, Duplo, Século XXI.


PÁGINAS: 178
RESUMO:

Esta tese objetivou investigar a relação da narrativa brasileira contemporânea e os temas que a ela se vinculam, em especial a transexualidade e a configuração do duplo, a partir da análise da protagonista transexual e narradora Cleópatra, do romance Do fundo do poço se vê a lua (2010), do brasileiro Joca Reiners Terron (1968-). A partir desse objetivo e através de perspectivas históricas da literatura de cunho homoerótico, ratificamos a importância social da temática na narrativa analisada atuando como proponente de novos diálogos sobre a identidade transexual na sociedade brasileira. Ademais, discutimos o processo cirúrgico de redesignação sexual, submetido pelo personagem Wilson, o qual se transmudou para a personagem Cleópatra. Essas nuances ressaltaram como as minorias representadas por Cleópatra enfrentam a constante negação sociocultural e identitária no Brasil. Apoiamo-nos nos estudos de Bento (2006, 2008, 2012, 2017) para confirmar essa condição no âmbito real. O duplo presente na obra, flagrantemente inspirado no conto “William Wilson”, de Edgar Allan Poe, sugere uma nova discussão na formação da personagem e a ambiguidade peculiar da Cleópatra de Terron. Em consonância com os pressupostos teóricos, valemo-nos das discussões de Bakhtin (2011, 2014), com teorias sobre a estética verbal. Problemas de gênero: feminismo e subversão de identidade (2013), de Judith Butler, ressaltou questões pertinentes à nossa análise, pois estão relacionadas à complexidade da personagem e formação de sua identidade. O doppelgänger, categoria analisada a partir da leitura da obra O duplo, de Otto Rank, (2013), é uma das temáticas relacionadas ao desenvolvimento da personagem analisada. Esta pesquisa investigou, pois, a ligação entre a literatura e as questões sociais hodiernas no que dizem respeito ao gênero, identidade e subjetividade transexual a fim de confirmar a tese de que a personagem transexual, mesmo apagando as marcas da sua readequação, sofre com os transtornos da homofobia arraigada na sociedade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3351552 - ROSANNE BEZERRA DE ARAUJO
Interno - 1496892 - MARCIO VENICIO BARBOSA
Interno - 1000286 - ORISON MARDEN BANDEIRA DE MELO JUNIOR
Externo à Instituição - DAVI FERREIRA DE PINHO - UERJ
Externo à Instituição - ROSILDA ALVES BEZERRA - UEPB
Notícia cadastrada em: 03/07/2018 10:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao