Banca de DEFESA: ELLEN PAULA DE OLIVEIRA TOMÁS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELLEN PAULA DE OLIVEIRA TOMÁS
DATA : 18/05/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório 1
TÍTULO:

O USO DE FANFICTION NO ENSINO/APRENDIZAGEM DE INGLÊS COMO LÍNGUA ADICIONAL: UMA PESQUISAÇÃO EM PEDAGOGIA DE GÊNEROS


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: pedagogia de gêneros, fanfiction, Reading to Learn, Linguística Sistêmico-Funcional.

 


PÁGINAS: 85
RESUMO:

Considerando que a grande maioria dos alunos em aulas de Inglês como Língua Adicional (ILA) no Ensino Médiono nosso contexto reportam seus sentimentos  em ter de enfrentar a produção escrita na língua inglesa com adjetivos como “desconfortável” e “desesperado” e que segundo um levantamento inicial a maioria cita músicas, jogos, aplicativos, filmes e séries– todos do âmbito de fanfiction - como gêneros discursivos que regularmente encontram em língua inglesa, esta dissertação visa a analisar os efeitos de uma intervenção em uma abordagem de Pedagogia de Gênero no ensino/aprendizagem de ILA, no contexto de duas turmas de Ensino Médio do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) Campus Macau através da introdução do gênero fanfiction. Nossas perguntas de pesquisa são: Quais os efeitos, se houver, da intervenção pedagógica nas produções escritas a respeito da produção do gênero no nível do discurso e na densidade lexical?; e como se caracterizam as impressões dos alunos participantes da pesquisa depois da intervenção a respeito do uso de fanfiction e do método R2L? Para responder essas perguntas, estabelecemos como objetivos: mapear mudanças nos níveis dos participantes a respeito da produção escrita, observando mudanças principalmente no grupo que se encontram nos níveis mais baixos pré intervenção; verificar a densidade lexical pré e pós intervenção; avaliar as produções escritas na intervenção a partir dos critérios do programa Learning to Write, Reading to Learn, (2012) (L2W/R2L); e identificar como os alunos avaliam o uso de fanfiction e sua própria produção escrita após a intervenção. A pesquisa se caracteriza como uma pesquisação (TRIPP, 2005), qualiquantitativa e utiliza métodos baseado na Teoria de Gênero e Registro (MARTIN; ROSE, 2008; ROSE, 2012), que, por sua vez, se baseia nos pressupostos da Linguística Sistêmico-Funcional halidaiana (HALLIDAY, MATHIESSEN, 2014, EGGINS, 2004, HALLIDAY; HASAN, 1996). Métodos incluem o uso do Teaching Cycle (ROSE, 2013) para a elaboração da intervenção pedagógica e avaliação da escrita no nível do discurso, a equação de densidade lexical ponderada  de Mehnert (1998), Wordsmith Tools 5 (SCOTT, 2010) e SPSS Inc. para calcular a densidade lexical e verificar a significância estatística de mudanças, e questionários. Resultados mostram que no grupo como um todo, pós intervenção, houve um aumento estatisticamente significativo na densidade lexical na escrita dos participantes da pesquisa que frequentaram 75% das intervenções; houve uma homogeneização no nivelamento do grupo, de modo que todos os que se encontravam na faixa de desempenho mais baixa alcançaram a média ou para cima da média pós intervenção. Além disso, as avaliações da intervenção pedagógica apontam para modificações em futuras intervenções pedagógicas utilizando as estratégias do R2L. Com estes resultados esperamos que a pesquisa possa servir para promover mudanças na prática da professora-pesquisadora e ao mesmo tempo contribuir para a área do ensino/aprendizagem da ILA.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3654056 - JENNIFER SARAH COOPER
Interno - 1168633 - MARILIA VARELLA BEZERRA DE FARIA
Externo à Instituição - ORLANDO VIAN JUNIOR - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 20/04/2018 11:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao