Banca de DEFESA: HÉLCIU EINSTEIN SANTOS FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HÉLCIU EINSTEIN SANTOS FERREIRA
DATA : 23/02/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Ágora, auditório 4
TÍTULO:

O caos sistematizado – as quebras de narrativa no romance A vida e as Opiniões do Cavalheiro Tristram Shandy


PALAVRAS-CHAVES:

Romance; Quebra narrativa; Estética; Paródia; Laurence Sterne.


PÁGINAS: 115
RESUMO:

O objetivo deste estudo é fazer uma análise estrutural da obra do autor irlandês Laurence Sterne (1713-1768), A Vida e as Opiniões do Cavalheiro Tristram Shandy (The Life and Opinions of Tristram Shandy, Gentleman), publicado em 1760 e que foi marcada por representar uma verdadeira revolução estética num gênero literário que já vinha se consagrando no século XVIII na Inglaterra: o romance. Rompendo com noções estéticas predominantes do gênero romanesco de sua época, Sterne apresenta em sua obra uma narrativa fragmentada, com capítulos incompletos e fora de ordem, intermináveis digressões e um narrador cuja confiabilidade é constantemente colocada em questão. Partindo da complexidade proporcionada pelas inovações estéticas de Sterne, investigaremos as diversas formas pelas quais o autor quebra a narrativa em seu romance. Essas quebras possuem como principal objetivo provocar nos seus leitores uma sensação constante de estranhamento e frustração, de modo que para se compreender Tristram Shandy é necessário que o leitor deixe de lado uma leitura passiva e passe a trabalhar em conjunto com o próprio narrador do romance, Tristram, para, dessa forma, compreender as intenções por trás da narrativa fragmentada e caótica de Sterne, que possuem por finalidade provocar o riso e a reflexão, além de revelar uma visão satírica e crítica da sociedade puritana inglesa do século XVIII. Para a análise deste trabalho, investigaremos as técnicas estéticas e narrativas utilizadas por Sterne que tem por finalidade causar o estranhamento e alterar a percepção do leitor, como a fragmentação do romance, as mudanças de ritmo na narrativa e a parodização. Além disso, analisaremos como o riso é provocado através da carnavalização e da erotização, e por fim falaremos um pouco sobre os recursos gráficos utilizados pelo autor de modo a manter sua marca autoral na obra. Usaremos como base teórica estudos de Chklovsky (1978), Lotman (1978), Bakhtin (1993), Genette (1995), Reis e Lopes (2000), Aragão (1980), entre outros. Concluímos que as rupturas na narrativa de Sterne tem por finalidade criar uma obra capaz de dar aos seus leitores uma experiência única de leitura, revelando por trás de sua narrativa fragmentada uma obra de poderosa crítica e sátira social, além de um senso de humor extremamente crítico e inovador.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3351552 - ROSANNE BEZERRA DE ARAUJO
Interno - 021.087.164-40 - KARINA CHIANCA VENÂNCIO - UFPB
Externo à Instituição - VITOR CEI SANTOS - UNIR
Notícia cadastrada em: 19/01/2018 08:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao