Banca de QUALIFICAÇÃO: JUZELLY FERNANDES BARRETO MOREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JUZELLY FERNANDES BARRETO MOREIRA
DATA : 14/06/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 116 CCHLA
TÍTULO:

PARA UMA PERSPECTIVA TEXTUAL DE ESTILO


PALAVRAS-CHAVES:

Coseriu; Estilo; Texto


PÁGINAS: 45
RESUMO:

Enquanto fenômeno estudado pela linguística, o estilo tem sido visto sob diferentes perspectivas, dentre as quais destacamos: a perspectiva da língua, que parte da ideia de um sistema expressivo da língua para caracterizar estilo (BALLY, 1951;1957; MATTOSO CÂMARA JR, 1972; RIFFATERRE, 1973), a perspectiva dos gêneros, que designa o estilo como um dos componentes conceituais de gênero discursivo (BAKHTIN, 2011) e a perspectiva semiótica, que associa o estilo à construção do éthos do sujeito da enunciação (DISCINI, 2007;2015;2015a). Este trabalho, de natureza essencialmente teórica, tem como objetivo ampliar essa discussão epistemológica, apresentando uma nova possibilidade: enxergar o estilo pelas lentes da linguística do texto coseriana. O ponto de partida dessa proposta decorre do levantamento de algumas pesquisas (ADAM, 2002; COUTINHO, 2002; COMPAGNON, 1997; POSSENTI, 1993; 2007) as quais apontam para a existência de uma relação intrínseca entre texto e estilo e, consequentemente, para a ideia de que o domínio do texto pode dar conta dos estudos do estilo. Nossas reflexões são amparadas na separação que Coseriu (2007) estabelece entre os níveis de linguagem, a saber:  1) O nível universal, 2) O nível histórico 3) O nível individual. Segundo o autor, a linguística do texto está inserida no nível individual da linguagem, isto é, trata-se de uma linguística que se ocupa da investigação da hermenêutica do sentido, tomando cada texto como evento único. Embora Coseriu não mencione o termo “estilo” entre os elementos que compõem o sentido de um texto, sua explanação nos dá margem para inferir que o estilo recobre esse sentido, na medida em que o define como o conteúdo próprio de um texto, viabilizado pelo saber expressivo. Entendemos, portanto, que inserir o estilo nesse quadro epistemológico constitui uma aplicação conceitual possível, através da qual pretendemos contribuir com o avanço dos debates sobre estilo pelo viés da linguística do texto coseriana.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1165367 - CLEMILTON LOPES PINHEIRO
Interno - 2226795 - MARIA HOZANETE ALVES DE LIMA
Externo ao Programa - 2312982 - ERIK FERNANDO MILETTA MARTINS
Notícia cadastrada em: 19/05/2017 11:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao