Banca de QUALIFICAÇÃO: SAVIO JORDAN AZEVEDO DE LUNA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SAVIO JORDAN AZEVEDO DE LUNA
DATA : 05/05/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório E - CCHLA
TÍTULO:

DA RESILIÊNCIA À RESSIGNIFICAÇÃO: A NARRATIVA E A DANÇA 


PALAVRAS-CHAVES:

: Narrativas; Dança, Resiliência; Ressignificação de Si


PÁGINAS: 132
RESUMO:

A presente pesquisa fundamenta-se e transita no contexto entre a escrita narrativa autobiográfica e a dança no intuito de buscar um caminho, resultante da inter-relação e sinergia das mesmas, de autosuperação e de ressignificação de si. Trata-se aqui da afinidade simbiótica entre a escrita e a dança, de uma relação íntima que escreve, produz, cria, resilia, transforma e ressignifica, gerando novas percepções, novas reflexões, novas experiências, que situará o indivíduo em uma nova consciência e condição. A investigação aponta, no ato da escrita e da criação em dança, dois estados de percepção e produção simultânea e consequente. O primeiro, uma escrita narrativa de si mesmo direta e distanciada no intuito de se compreender a experiência; o outro, o desejo e a necessidade implícitos na produção de se resiliar, de se libertar das amarras indesejadas e vivenciadas no pretérito, por meio da criação em dança, em que a imaginação e o ato de se expressar por ela criativamente afloram-se e tornam-se o fio condutor de um caminho à emancipação humana. Para tal, entrevistamos quatro bailarinos e criadores/coreógrafos e cada um pôde narrar suas experiências de vida e relatar a razões que os levaram a praticar a dança e, consequentemente, a criar. A metodologia da pesquisa está amparada no método fenomenológico e tem cunho qualitativo e seu nível é do tipo exploratório-descritiva, no qual buscamos utilizar o instrumento de análises das narrativas contidas nas entrevistas com bailarinos interpretes-criadores da Cia. de dança Gira Dança da cidade de Natal-RN, bem como das distintas histórias narrativas e experiências resilientes contidas no livro Autobiografia de um Espantalho enquanto referências exemplares. O objetivo da pesquisa é desvendar a simbiose existente nos estados de resiliência advinda da escrita narrativa autobiográfica com a produção criativa em dança, que o poderá levar à própria transformação pelo processo ressignificativo. Desse modo, apresentamos um estudo que una, reflita e aponte pontos de interseção e de sinergias entre as artes, seja ela escrita ou dançada, e a resiliência do indivíduo. Em que o poder criativo resiliente possa levá-lo, consequentemente, para além da superação de um trauma e o caminho a um mundo mais generoso, mais humano e acolhedor, a ressignificação de si mesmo que o situará definitivamente em si, com o outro e com o mundo que o cerca, adquirindo novos sentidos e novas percepções que o remeta ao passado e a memória, onde as fronteiras entre a escrita e a dança juntas o leve sem percalços e barreiras ao devaneio total e libertador.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1543253 - KATIA AILY FRANCO DE CAMARGO
Externo ao Programa - 1288360 - NARA GRACA SALLES
Externo ao Programa - 2200162 - TEODORA DE ARAUJO ALVES
Notícia cadastrada em: 25/04/2017 10:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao