Banca de DEFESA: FERNANDO DA SILVA CORDEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FERNANDO DA SILVA CORDEIRO
DATA : 16/03/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório C - CCHLA
TÍTULO:

Construção nominalizadora de particípio presente: uma abordagem funcional centrada no uso 


PALAVRAS-CHAVES:

Construção nominalizadora. Adjetivo Deverbal. Linguística Funcional Centrada no Uso. Gramática de Construções.


PÁGINAS: 101
RESUMO:

Neste trabalho, tratamos da construção nominalizadora responsável pela formação de substantivos e adjetivos a partir de uma base verbal, representada por [[X]V -nte]. O objetivo geral é analisar esse padrão formal como um pareamento forma-sentido, identificando motivações semântico-cognitivas e discursivo-pragmáticas implicadas na recorrência de seus construtos em situações reais de interação. Fundamentamo-nos teoricamente na Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU), tal como caracterizada em Furtado da Cunha, Bispo e Silva (2013), e em contribuições do modelo teórico da Gramática de Construções, conforme desenvolvido por Goldberg (1995, 2006), Croft (2001) e, mais recentemente, por Traugott e Trousdale (2013). Os dados da pesquisa foram coletados do Corpus Discurso & Gramática, seções Natal e Rio de Janeiro, que conta com textos na modalidade oral e escrita, produzidos por informantes de diferentes níveis de escolaridade, representativos de cinco tipologias textuais. Trata-se de uma pesquisa de abordagem eminentemente quali-quantitativa; em relação aos objetivos, caracteriza-se como uma pesquisa descritivo-explicativa. Os resultados apontam que, entre as propriedades formais, há uma correlação sintático-semântica parcial entre verbo-base e adjetivo deverbal, uma vez que os adjetivos não herdam totalmente a moldura sintática da base verbal. No caso das propriedades funcionais, os dados mostram a não transparência semântica entre base verbal e adjetivo correspondente em vários usos de adjetivos em –nte; a baixa agentividade desses nomes; e a sua multifuncionalidade nos contextos de uso em que ocorrem. Os adjetivos analisados situam-se em um continuum entre a categoria de particípio presente e a categoria de adjetivos, muito embora na maioria dos casos não sejam mais reconhecidos como uma forma do particípio. Cognitivamente, também percebemos a atuação de projeções metafóricas e metonímicas na construção de novos significados para alguns construtos. A construção pode ser caracterizada ainda como parcialmente esquemática, parcialmente produtiva e parcialmente composicional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1551756 - EDVALDO BALDUINO BISPO
Interno - 1451510 - MARIA ALICE TAVARES
Externo à Instituição - MARIA MEDIANEIRA DE SOUZA - UFPE
Notícia cadastrada em: 22/02/2017 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao