Banca de QUALIFICAÇÃO: FERNANDA NAYARA DA SILVA MENDONÇA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FERNANDA NAYARA DA SILVA MENDONÇA
DATA : 16/12/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório D
TÍTULO:

O LETRAMENTO LITERÁRIO COMO UM INSTRUMENTO DE ENGAJAMENTO: FAMÍLIA - ESCOLA


PALAVRAS-CHAVES:

Letramento literário. Projetos de letramento. Escola. Família.


PÁGINAS: 48
RESUMO:

O mundo social é mediado textualmente (Barton (1993). Em razão disso, as práticas de leitura e de escrita efetivam-se, sempre, por meio de gêneros textuais. É através destes que se pode agir socialmente. Na educação contemporânea, entretanto, ainda persiste a prática de se ler e escrever apenas para o professor avaliar, circulando os textos dos alunos somente no contexto da sala de aula. Com vistas a uma mudança nesse modo de trabalhar, vislumbramos, nesta pesquisa, os projetos de letramento como um recurso didático imprescindível para que haja uma transformação na educação, tanto nas escolas quanto nas famílias. O objeto de estudo desta pesquisa são, desse modo, as práticas e eventos de letramento desenvolvidos por meio de um projeto de letramento com foco na produção de crônicas cujo objetivo é ressignificar os aprendizados da leitura e da escrita na escola, unindo, por meio da literatura, as instâncias escolar e familiar. A pesquisa foi desenvolvida em uma escola municipal de Guanduba, São Gonçalo do Amarante – RN, região metropolitana de Natal, por alunos do 5º ano do ensino fundamental I. Tem como embasamento teórico as contribuições dos estudos sobre letramento (STRETT, 2012; KLEIMAN,1995); letramento literário (COSSON, 2007); letramento familiar (HEALTH, 2010; CASPE, 2003; OLIVEIRA, 2016), gênero textual na perspectiva dos estudos da Nova Retórica (BAZERMAN, 2006; OLIVEIRA, 2010) e projetos de letramento (OLIVEIRA; TINOCO; SANTOS, 2011). Nosso enfoque metodológico é a pesquisa qualitativa com um viés da etnografia crítica (MOITA LOPES, 1993; THOMAS, 1993) que nos proporciona o mapeamento das práticas de leitura e de escrita dos alunos. As análises dos dados apontam para o potencial fortalecedor do letramento literário em face da articulação escola-família e para a ressignificação das práticas de leitura e escrita orientadas nessa perspectiva.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1688188 - MOISES ALBERTO CALLE AGUIRRE
Externo à Instituição - IVONEIDE BEZERRA DE ARAÚJO SANTOS MARQUES - IFRN
Notícia cadastrada em: 06/12/2016 08:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao