Banca de QUALIFICAÇÃO: KAREN CHRISTINA PINHEIRO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KAREN CHRISTINA PINHEIRO DOS SANTOS
DATA : 21/10/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório D
TÍTULO:

ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS COMO DISPOSITIVOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM PRÁTICAS MULTILETRADAS MEDIADAS PELAS TECNOLOGIAS MÓVEIS


PALAVRAS-CHAVES:

Arquiteturas Pedagógicas. Multiletramentos. Práticas Curriculares Abertas. FormAção de professores.


PÁGINAS: 180
RESUMO:

Esta pesquisa analisa as arquiteturas pedagógicas como dispositivos de FormAção de práticas multiletradas de professores que participaram do curso de "FormAção Continuada de Professores do Projeto Um Computador por Aluno/UCA", realizado na Escola Municipal Prof. Herly Parente, Natal-RN. Seu objeto de estudo consiste em observar o desenvolvimento de arquiteturas pedagógicas voltadas para o planejamento de professores que utilizam o laptop na sala de aula. O conceito de Arquiteturas Pedagógicas, conforme proposto por Carvalho, Nevado e Menezes (2005), é compreendido como estruturas de aprendizagem que se realizam na confluência de abordagens pedagógicas e tecnológicas. Será discutido na perspectiva da formAção de professores, a qual pressupõem pesquisa, registro e sistematização de práticas pedagógicas de professores que planejam, criam estratégias, utilizam tecnologias e avaliam as experiências de aprendizagem de seus alunos sob o ponto de vista da Pedagogia da Incerteza. Propomos como elemento estruturante dessas arquiteturas, o design de construção de sentidos apresentado pela Pedagogia dos Multiletramentos (COPE & KALANTZIS, 2000) que estrutura os diferentes modos de significar a linguagem mediada pelas tecnologias digitais.  Tomamos como referencial teórico o conceito de arquiteturas pedagógicas (CARVALHO; NEVADO; MENEZES, 2005), as contribuições dos Novos Estudos de Letramento (GEE 1991; STREET, 1995), os estudos sobre estrutura e agência (ARCHER, 2011), os conceitos de mediador agentivo (OLIVEIRA, 2010) e comunidades de prática (WENGER, 1998).  O estudo tem como abordagem metodológica a pesquisa-formAção, proposta por  Josso (2009), que se alinha à perspectiva de pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, adotando como procedimentos de geração dos dados, os instrumentos: observação participante, análise de documentos, questionários e entrevistas.  A pesquisa tem como contexto  a Escola Municipal Prof. Herly Parente, Natal-RN, uma escola de Ensino Fundamental I que foi contemplada com a distribuição de laptops do Projeto UCA e formAção de seus professores. Tem como colaboradores 16 professores que participaram da formAção do Projeto UCA, fornecendo relatos e produções de suas práticas desenvolvidas na sala, utilizando tecnologias, os quais constituíram o corpus da pesquisa.  Nossas premissas em torno dos construtos ‘Arquiteturas Pedagógicas’ e ‘Pedagogia dos Multiletramentos’, buscaram, na formAção de professores, a conciliação entre práticas abertas e as já consolidadas e disciplinadas na escola (OLIVEIRA, 2010b).  As análises evidenciam que os desafios vivenciados pelos professores em suas práticas, ao desenvolverem arquiteturas pedagógicas utilizando o laptop, possibilitaram não somente a criação de estratégias de atividades voltadas para possibilitarem práticas curriculares abertas em contexto de ensino tradicional como também ampliaram os repertórios de práticas multiletradas desses professores, impactando a sua formAção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Interno - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Externo ao Programa - 1544780 - JOAO TADEU WECK
Externo à Instituição - MARIE JANE SOARES CARVALHO - UFRGS
Notícia cadastrada em: 07/10/2016 17:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao