Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE DOS SANTOS SILVA CHAVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE DOS SANTOS SILVA CHAVES
DATA : 03/10/2016
HORA: 16:30
LOCAL: Sala da Diretoria do CCHLA
TÍTULO:

DESNUDANDO NOMES: REFERÊNCIA ESPECÍFICA DO SINGULAR NU NO INTERNETÊS DO PB


PALAVRAS-CHAVES:

singular nu; nomes referenciais; tradições discursivas; contextos de uso


PÁGINAS: 80
RESUMO:

Nos estudos sobre os nominais nus (Nnus) do Português Brasileiro (PB) destaca-se a controvérsia relativa à denotação do singular nu (Snu). Müller (2004) argumenta que o singular nu no PB nunca possui leitura específica e que a única possibilidade de interpretação do fenômeno é genérica. Por outro lado, Pires de Oliveira, Silva & Bressane (2010) afirmam que ele denota espécie, corroborando Schmitt & Munn (1999). Em função desta controvérsia e entendendo que o Snu pode denotar leitura de um referente específico, a presente dissertação propõe analisar o Snu que exerce função de sujeito e denota leitura específica em textos do internetês do PB. Para defender a proposta, os objetivos específicos são i) identificar em quais contextos textuais o Snu é empregado; ii) investigar quais atos de fala são evocados; iii) estabelecer em quais universos discursivos o Snu é encontrado e iv) analisar se esse fenômeno linguístico seria indício de uma tradição discursiva em certos textos do internetês. O Modelo Teórico-metodológico em que o trabalho está pautado é o das Tradições Discursivas (TD) da Filologia Românica Alemã, sob as postulações de Coseriu (1979), Koch (1997); Kabatek (2006, 2007), Koch & Oesterreicher (2007) e Castilho da Costa (2009, 2010, 2012). Os estudos sobre nominais nus e nomes referenciais, especificamente, estão fundamentados em Ducrot (1972), Lyons (1977), Müller (2002, 2004), Pires de Oliveira, Silva & Bressane (2010), Pires de Oliveira & Mezari (2012). Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa cujo método é o hipotético-dedutivo, e as análises se dão em uma abordagem qualitativa com suporte quantitativo. O corpus é constituído por ocorrências do Snu coletadas de gêneros textuais na internet, tais como: artigo de opinião, comentários de notícias, comentários de redes sociais, crônica, e-mail, publicações pessoais em redes sociais e postagens de fanpages. Os resultados preliminares comprovam que há certos contextos linguístico-textuais que propiciam o emprego do Snu com referente específico, e que a principal motivação para esse uso é pragmática, embora alguns aspectos morfossintáticos e semânticos exerçam influência sob o fenômeno. Ademais, o Snu se configura como uma tradição discursiva, mostrando que o condicionamento de certos fenômenos linguísticos podem ser motivados por TD, por aspectos pragmáticos e lexicais e não apenas motivados pelas regras da língua.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1801855 - ALESSANDRA CASTILHO FERREIRA DA COSTA
Interno - 349707 - LUIS ALVARO SGADARI PASSEGGI
Interno - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 23/09/2016 15:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao