Banca de QUALIFICAÇÃO: SÍLVIA BARBALHO BRITO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SÍLVIA BARBALHO BRITO
DATA : 30/09/2016
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório de Geografia - CCHLA
TÍTULO:

A COZINHA DO SENTIDO NA FICÇÃO DO ESCRITOR-CRÍTICO SILVIANO SANTIAGO


PALAVRAS-CHAVES:

Silviano Santiago; Roland Barthes; Cozinha do sentido; Escritor-crítico; Singularidades.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

Pretendemos com este trabalho instaurar uma discussão que põe em cena o fazer crítico-literário de Silviano Santiago a partir das ficções O Banquete (1977), De cócoras (1992) e Uma história de família (1999), para investigar as potências da literatura quanto aos comportamentos e práticas da linguagem que se vinculam às percepções semiológicas do pensador francês Roland Barthes, no que concerne às dimensões suplementares da cultura e da civilização humanas revertidas na cozinha do sentido (BARTHES, 2001): a realização de uma feitura dos signos a partir da perspectiva de um cozinheiro cuja inventividade atinge uma singular produção do sentido, envolvendo a busca de ressignificação de múltiplos afetos, resistências, crenças, proibições ou tabus, morte e vida, transgressões das significações humanas em permanente transformação. E não só: promove a desconstrução do antropocentrismo, provocando-nos o desconcertante sentimento do animal-estar (DERRIDA, 2002). Nesse aspecto, suscita a passagem do humano ao animal não só na cadeia alimentar, mas também na elaboração do alimento conotante e suas razões simbólicas. Essa constante reelaboração, pulsante nos textos de Silviano Santiago, desmonta o processo pelo qual um signo se impregna de um sentido canônico, rompendo com o estabelecido e promovendo a abertura para a singularidade. Isso abre fissuras e mina com as estruturas castradoras do pensamento, situando-se fora da tradição interpretativa de espaços do sublime, constituindo um contradiscurso capaz de provocar devires inesperados e insuspeitos. Em confluência com essa perspectiva barthesiana inusitada e a escritura crítica do autor brasileiro, trazemos os conceitos filosóficos de Deleuze sobre a percepção (2007) e a proposição de Deleuze e Guattari na constituição do corpo sem órgão e dos devires (1996; 1997). Além dessas contribuições, contaremos com as produções de Silviano Santiago, garantindo o espaço heterogêneo de seus escritos. O escritor-crítico permite-nos também o aproveitamento de sua poética e o entendimento de sua literatura com pulsações ensaísticas. Considerando as afinidades entre saberes como literatura, estética e filosofia, a ficção deste adentra na cozinha do sentido, manifestando um discurso desconstrutivo que perfura o fascismo da linguagem (BARTHES, 1987), desfixando lugares, fazendo romper fronteiras e instaurando expressões não constituídas (não experimentadas, ou ainda por vir), de onde emerge o novo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 270.058.107-59 - ILZA MATIAS DE SOUSA - UFRN
Interno - 1496892 - MARCIO VENICIO BARBOSA
Interno - 1515458 - MARTA APARECIDA GARCIA GONCALVES
Notícia cadastrada em: 23/09/2016 15:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao