Banca de DEFESA: BEATRIZ ALVES PAULO CAVALCANTI



Uma banca de DEFESA DE DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: BEATRIZ ALVES PAULO CAVALCANTI
DATA: 17/06/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório C - CCHLA
TÍTULO:

A pedagogia de gêneros da Escola de Sydney em aulas de inglês para Fins Específicos: um voo sistêmico-funcional.


RESUMO:

Esta tese apresenta a inserção da pedagogia de gêneros proposta pela Escola de Sydney (ROSE; MARTIN, 2012)  nas aulas de Inglês para Fins Específicos (IFE) de uma escola técnica do Rio Grande do Norte, no curso de Redes de Computadores.  A proposta é  identificar os gêneros relevantes para o curso após a realização de análise de necessidades,  utilizando  a Linguística Sistêmico-Funcional  (LSF) de Halliday e Matthiessen (2004) como recurso que facilita a compreensão dos textos lidos, aproximando os estudos teóricos da LSF da prática na sala de aula,  para  que os alunos possam conceber a língua como prática social. Outro objetivo é conhecer as percepções dos alunos sobre as aulas ministradas.  Trata-se de uma pesquisa quanti-qualitativa (DÖRNYEI, 2007), na qual a LSF  foi utilizada como modelo teórico de análise de linguagem e de pesquisa, visto que ela é o próprio objeto de pesquisa, e ao mesmo tempo  o suporte teórico que embasa a análise das opiniões dos alunos sobre as aulas. Aspectos da Pesquisa Narrativa (CLANDININ; CONNELY, 2004)  também são utilizados ao dar voz  ao  relato de minhas próprias experiências  como professora do curso de Redes e como pesquisadora, bem como para realizar a composição de sentidos observada nas representações dos alunos após a vivência de nossas aulas com o apoio da  pedagogia adotada e da abordagem Sistêmico-Funcional, e  para a reflexão sobre as experiências relatadas. O Sistema de Avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005) foi o  instrumento analítico para verificarmos como se configuram as percepções dos alunos sobre as aulas de IFE. A categoria mais utilizada do Sistema de Atitude, um dos domínios semânticos do Sistema de  Avaliatividade, responsável pela expressão linguística de avaliações positivas e negativas, foi a  Apreciação do tipo Valoração, revelando a relevância do trabalho com  a pedagogia de gêneros  e a originalidade na forma de abordagem dos textos. O trabalho com textos autênticos da área, trabalhos em grupo, ensino colaborativo e reconhecimento dos tipos de textos foram aspectos da pedagogia de gênero mais  mencionados pelos alunos em suas apreciações. Outro tipo de Apreciação encontrado foi a Reação Impacto negativo, categoria  utilizada  para descrever o impacto emocional vivenciado nas aulas. Os resultados da análise das avaliações feitas pelos alunos sobre as experiências vividas em nossas aulas  apontaram o reconhecimento e  validade da utilização da LSF nas aulas de IFE e, consequentemente, da pedagogia de gêneros proposta pela Escola de Sydney e ao mesmo tempo revelou o desejo de desenvolver  a oralidade, promovendo uma reflexão sobre a inclusão da competência oral no currículo do curso.


PALAVRAS-CHAVE:

Pedagogia de Gêneros. Linguística Sistêmico-Funcional. Sistema de Avaliatividade.  Inglês para Fins Específicos. 


PÁGINAS: 155
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA CÉLIA CLEMENTINO MOURA - UFC
Interno - 3654056 - JENNIFER SARAH COOPER
Interno - 1168633 - MARILIA VARELLA BEZERRA DE FARIA
Presidente - 073.679.368-24 - ORLANDO VIAN JUNIOR - USP
Externo à Instituição - RODRIGO ESTEVES DE LIMA-LOPES - UNICAMP
Notícia cadastrada em: 09/05/2016 10:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao