Banca de DEFESA: LINDNEIDE DANNYELLE MARIA LUZZIARA ARAUJO DE MELO MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LINDNEIDE DANNYELLE MARIA LUZZIARA ARAUJO DE MELO MEDEIROS
DATA: 29/02/2016
HORA: 08:30
LOCAL: A definir
TÍTULO:

LETRAMENTO E TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE PRÁTICAS DE LETRAMENTO

DE PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM CURSO DE FORMAÇÃO PARA A MATERNIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Estudos de Letramento. Formação para a Maternidade. Linguística Aplicada.


PÁGINAS: 111
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

As práticas de letramento se materializam através de textos escritos que refletem a maneira que fazemos uso da escrita, estabelecidas em eventos de letramento, sejam eles implementados na escola ou em outros espaços responsáveis também pela formação humana. Desse modo, os Estudos do Letramento conquistaram espaços de visibilidade nos últimos anos por abordarem temáticas voltadas para o uso real da linguagem nas mais diversas situações de interação. Diante disso, tomamos como objeto de pesquisa as práticas de letramento promovidos pelos profissionais ministrastes de aulas que constituem o currículo do curso de formação para a maternidade, destinado a mulheres grávidas assistidas pelo Centro de Referência e Assistência Social – CRAS. Nesses termos, adotamos como principal objetivo analisar as práticas de letramento efetivadas pela equipe de profissionais que ministra o referido curso, a partir do que propõem as categorias propostas por Hamilton (2000), as quais compreendem: participantesdomínioartefatos e atividades. A investigação proposta situa-se no âmbito da Línguística Aplicada por estabelecer foco na inteligibilidade de questões sociais que compreendem o uso da linguagem (MOITA LOPES, 2006). Teoricamente, ancoramo-nos nos postulados teóricos dos Estudos de Letramento, especialmente dos apresentados por Hamilton (2000); Heart (1993); Street (1995); Barton (1993); Oliveira (2010) que concebem o letramento como prática social. No âmbito do letramento laboral, apoiamo-nos nos estudos de Paz (2008) e no que diz respeito à teoria dos Gêneros, elegemos como fundamentos os aportes oferecidos por Bakhtin (1997). Sobre agencia humana tomamos como aportes os pressupostos de Bandura (2001). Em termos metodológicos, a investigação assume uma abordagem de dados qualitativa, com traços de base etnográfica (BOGDAN & BIKLEN, 1994; ERICKSON, 1986; CHIZZOTTI, 2006). O corpus da pesquisa foi gerado a partir de observação participante, de entrevistas semiestruturadas, de questionários constituídos por perguntas abertas e fechadas e de rodas de conversas. Colaboraram com a pesquisa, os profissionais que ministram as aulas do curso e as gestantes que participaram da formação. As análises apontam para uma significativa contribuição das práticas de letramento promovidas pela equipe de profissionais ministrantes no que se refere à formação para a maternidade, tanto no que diz respeito aos cuidados a serem tomados no âmbito da saúde física e psicológica no decorrer do período gestacional, quanto após o parto, inclusive durante as fases iniciais do desenvolvimento do bebê. Os conteúdos abordados no curso auxiliaram as mulheres grávidas a entenderem e enfrentarem as alterações emocionais e corporais que a gestação acarreta. O trabalho desenvolvido pelos ministrantes reflete o letramento para o trabalho que abrange a construção de artefatos materiais para subsidiar sua atividade laboral e, ainda favorece a constituição de uma postura agentiva tanto pelos profissionais como também pelas. A relevância desta pesquisa reside nos subsídios fornecidos para expansão de questões referentes aos estudos da linguagem como prática social, com foco no letramento em esferas laborais e ainda no fato de abordar temática pouco contemplada pelas publicações contemporâneas que versam sobre os Estudos de Letramento.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Externo ao Programa - 349683 - JOSILETE ALVES MOREIRA DE AZEVEDO
Externo à Instituição - IVONEIDE BEZERRA DE ARAUJO SANTOS - IFRN
Notícia cadastrada em: 22/02/2016 10:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao