Banca de DEFESA: ALANA DRIZIÊ GONZATTI DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALANA DRIZIÊ GONZATTI DOS SANTOS
DATA: 15/12/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório 2-Departamento de Políticas Públicas
TÍTULO:

PROGRAMA “ENGAJANDO FAMÍLIAS NA ESCOLA”: estratégias, possibilidades e desafios


PALAVRAS-CHAVES:

Estudos de letramento. Letramento familiar. Projetos de letramento


PÁGINAS: 232
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

Educação e comunidade estão entrelaçadas nas conjunturas atuais, de modo que as práticas sociais, as problemáticas situadas e os trabalhos emancipadores têm cada vez mais adentrado o ambiente escolar. Nesse contexto, a ampliação de estudos com foco no  letramento familiar torna-se necessária para a mobilização de alternativas e ações nesse âmbito. Nesse caminho, o ambiente colaborativo é produzido e o engajamento é efetivado. A pesquisa se insere no projeto “O habitus de estudar: construtor de uma nova realidade na região metropolitana de Natal” (OBEDUC/UFRN) e no programa “Letramentos e políticas públicas: a família na escola” (MEC/PROEXT/UFRN). Em função do objeto de estudo eleito – letramento familiar –, norteamos esta pesquisa a partir dos seguintes objetivos: discutir ações de linguagem implementadas em um programa de letramento familiar, buscando criar recursos potencializadores dos letramentos desenvolvidos para: 1) registrar ações, divulgar informações diversas (eventos, textos e ações); 2) desenvolver estratégias de aproximação entre a escola e a família e 3) apontar impactos de tais vivências de letramento familiar. Para alcançar tais objetivos, fundamentamos a discussão em aportes teóricos dos estudos de letramento (STREET, 1984; McLAREN, 1988; BARTON & HAMILTON, 1993; KLEIMAN, 1995, 2000), aprofundando-nos em questões do letramento familiar e dos projetos de letramento. Metodologicamente, inserimo-nos na área de estudos da Linguística Aplicada e tomamos como paradigma o qualitativo (ERICKSON, 1990; BORTONI-RICARDO, 2008), com abordagem etnográfica crítica (MOITA LOPES, 1993; THOMAS, 1993; HEATH & STREET, 2008). Compreendemos, a partir de nossas análises, que as famílias têm muito a contribuir com a realidade da escola e, percebendo a relevância e o valor nas ações, elas participam e agem em prol das ações e da educação dos alunos, mesmo em meio às situações complexas da rotina. Ainda, apreendemos que são necessários diálogos e a realização de atividades com a comunidade, procurando sempre, nesses momentos, ter envolvimento, priorizar saberes locais e a construção de um conhecimento compartilhado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1688188 - MOISES ALBERTO CALLE AGUIRRE
Notícia cadastrada em: 14/12/2015 17:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao