Banca de DEFESA: RENY GOMES MALDONADO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENY GOMES MALDONADO
DATA: 27/04/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório "D" do CCHLA
TÍTULO:

A GERAÇÃO DE 27 E O BARROCO: LA MIRADA EXUBERANTE


PALAVRAS-CHAVES:

Generación del 27, Góngora, “siglo de oro”, Andaluzia, Barroco, poesia.


PÁGINAS: 250
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Comparada
RESUMO:

Do contexto de criação da licenciatura do Curso de Letras-Espanhol na UFRN, veio a motivação para esta pesquisa, que apresenta um estudo literário do grupo de poetas conhecidos como Generación del 27, surgido na Espanha dos anos de 1920. Muitos aspectos deste estudo são temas das diversas disciplinas da licenciatura (Literatura Espanhola II, Literatura Ibero-americana, Cultura Espanhola, Tradução em Língua Espanhola) etc. Também servirá como inspiração para novas reflexões e propostas de tradução como travessia entre a língua de partida e de chegada, é a tradução como negociação da compreensão entre as línguas, é o decir casi lo mismo aqui em forma de poema (ECO, 2007), na tentativa de perfazer novas aprendizagens, que serão compartilhadas com alunos da graduação e da pós-graduação, seja na modalidade de ensino, extensão ou de novas pesquisas. Para contextualizar o estudo dessa geração, elegeram-se as antologias organizadas por Gerardo Diego, sob o título Poesía Española (Antologías), publicada em 2007, pelas Ediciones Cátedras, e a Antología comentada de La Generación del 27, de Víctor García de la Concha, publicada em 2006, pela Editorial Espasa Calpe. A pesquisa fez da Geração de 27 seu objeto de estudo, e a partir de diversas leituras críticas sobre a poesia feita por esses jovens poetas, sua vocação criativa de estética e vanguarda, buscou-se compreender o contexto da criação literária desses poetas del 27. Construímos o nosso alicerce nas contribuições de Antonio Maravall (2009), Eugenio D’ors (s.d.), Severo Sarduy (1999), Lezama Lima (2011), Alfonso Reyes (1958), Deleuze (2005), dentre outros, que aportaram a compreensão da linguagem barroca, dando ênfase ao movimento pluridirecional, desconstruindo sua linearidade, criando outras novas formas, como voltas, círculos, espirais favorecendo encontros, distanciamentos ou iguais pontos de partida e chegada. Assim, os poetas del 27 aproximaram o barroco do seiscentos numa releitura, e fizeram da celebração do terceiro centenário da morte de Góngora a mirada exuberante para a volta do espírito barroco. Alfonso Reyes e Rubén Darío disseram que verdadeiros faróis iluminaram os rumos dessa geração de poetas: a luz que desdobra cintila em García Lorca, Jorge Guillén, Dámaso Alonso, Gerardo Diego e o toureiro Ignacio Sánchez Mejías, poetas que manifestaram homenagens em grande estilo ao autor das Soledades, nos cafés de Madrid e de toda a Espanha.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 346839 - FRANCISCO IVAN DA SILVA
Externo à Instituição - JOÃO BATISTA DE MORAIS NETO - IFRN
Externo à Instituição - LEILA MARIA DE ARAUJO TABOSA - UERN
Externo ao Programa - 3546280 - SAMUEL ANDERSON DE OLIVEIRA LIMA
Externo ao Programa - 1046766 - SANDRA SASSETTI FERNANDES ERICKSON
Notícia cadastrada em: 17/03/2015 14:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao