Banca de DEFESA: SOLIANA DE ARAUJO SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SOLIANA DE ARAUJO SILVA
DATA: 27/04/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório "E" do CCHLA
TÍTULO:

BORGES: alegoria, metáfora e morte


PALAVRAS-CHAVES:

Contos borgeanos. Literatura. Filosofia. Diferença. Repetição.


PÁGINAS: 285
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Comparada
RESUMO:

Este trabalho, com vista à defesa de tese, consiste numa discussão, análise e leitura de contos borgeanos, em que a problemática de interesse articula-se à linguagem, ao discurso e à escritura, remetendo-os tanto à Literatura quanto à Filosofia, tanto ao estatuto do ficcional, quanto ao do ontológico. Nessa ótica, pretende-se mostrar a escritura borgeana como urdidura da morte, do alegórico e do metafórico, no sentido de trazer para o ficcional traços distintos do real, elaborando o discurso para além do dito, atingindo os interstícios, o silêncio, as interrupções e a suspensão da representação. Nessa elaboração discursiva, aponta-se uma travessia na letra, afetada por sensações indizíveis, entrecruzando os processos de memória, imaginário e real, nos quais a temporalização faz emergir a diferença e a repetição. Nestas se constituindo agenciamentos territoriais que conduzem os personagens a espaços imaginários como possibilidades do real, permitindo-lhes efetiva mobilidade para     desterritorializar-se e reterritorializar-se, conforme as forças de mudança que se manifestam nos seus trilhamentos. Para tanto, coloca-se como escopo uma pesquisa bibliográfica norteada por autores como Maurice Blanchot (2008), Kátia Muricy (1998), João Adolfo Hansen (2006), Susan Sontag (2007), Mário Bruno (2004), Juan Manuel García Ramos (2003), Beatriz Sarlo (2008), Walter Benjamin (1984), Gilles Deleuze (1997; 2006; 2009), Gilles Deleuze e Félix Guattari (1995; 1996; 1997). O corpus teórico e de discussão constitui-se a partir desses autores, atendendo ao caráter qualitativo implícito na construção desta tese. Quanto ao corpus literário, este é composto pelos contos A escrita do Deus, Os dois reis e os dois labirintos, A loteria em Babilônia, A metáfora, A biblioteca de Babel, O espelho e a máscara, Um teólogo na morte e O morto.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AILTON SIQUEIRA DE SOUSA FONSECA - UERN
Externo ao Programa - 350490 - ANTONIO FERNANDES DE MEDEIROS JUNIOR
Presidente - 1149457 - ILZA MATIAS DE SOUSA
Externo à Instituição - MARIA IVONETE SANTOS SILVA - UFU
Interno - 1515458 - MARTA APARECIDA GARCIA GONCALVES
Notícia cadastrada em: 03/03/2015 15:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao