Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIS BETANIA GUEDES DA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIS BETANIA GUEDES DA COSTA
DATA: 13/02/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório A
TÍTULO:

 

A responsabilidade enunciativa em artigos de opinião do vestibular 2010 da UFRN


PALAVRAS-CHAVES:

 

 

Artigo de opinião; vestibular; plano textual; responsabilidade enunciativa.


PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

A partir do vestibular 2007, a prova subjetiva de Língua Portuguesa do Processo Seletivo do Vestibular da UFRN deixou de solicitar que o aluno respondesse questões discursivas e passou a exigir dos vestibulandos a produção de um texto argumentativo, podendo ser do gênero Artigo de Opinião ou Carta Argumentativa. Neste trabalho, apresentamos um estudo com provas de redação aplicadas no vestibular 2010 que solicitava aos alunos a produção de um Artigo de Opinião, abordando a polêmica em torno do uso das câmeras de segurança. Nesse sentido, observamos que tais alunos apresentam dificuldades em produzir um texto posicionando-se e argumentando de forma a defender e assumir um ponto de vista (PdV). Nessa direção investigamos como o vestibulando, enquanto articulista assume as informações veiculadas no seu artigo. Para tanto, nossa pesquisa buscou responder às seguintes questões: (1) Como o vestibulando organiza o discurso no que diz respeito à responsabilidade enunciativa? (2) Que marcas linguísticas nos levam a identificar as diferentes vozes presentes nos textos? (3) Como se apresenta o plano textual do gênero Artigo de Opinião? Nesse sentido, estabelecemos como objetivos identificar, descrever, analisar e interpretar as diferentes vozes presentes no texto, e a forma como o aluno assume (ou não) os diferentes pontos de vista manifestados no texto no momento da argumentação e da contra argumentação. Para realizar nosso estudo, subsidiamo-nos em autores do Dialogismo, da Análise Textual dos Discursos, da Teoria Enunciativa e da Análise do Discurso, entre eles, Bakhtin (1995), Adam (2008), Rabatel (2008 a, 2008 b), Guentchéva (1994, 1996, 2011) Rodrigues, Passeggi e Silva Neto (2010), Maingueneau (2011), Authier- Revuz (2004). No que diz respeito à metodologia adotamos a abordagem qualitativa de natureza interpretativista. Nosso corpus é composto por artigos de opinião produzidos por candidatos ao vestibular 2010 da UFRN das diferentes áreas (humanística I, humanística II, tecnológica I, tecnológica II e biomédica).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Interno - 349707 - LUIS ALVARO SGADARI PASSEGGI
Interno - 348014 - MARISE ADRIANA MAMEDE GALVAO
Notícia cadastrada em: 05/02/2015 16:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao