Banca de QUALIFICAÇÃO: ALAN MARINHO CÉSAR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALAN MARINHO CÉSAR
DATA: 29/01/2015
HORA: 09:00
LOCAL: PPGEL
TÍTULO:

Configuração argumental e enquadres semânticos dos verbos de movimento transitivos diretos


PALAVRAS-CHAVES:

Estrutura argumental. Verbos de movimento. Linguística funcional 


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

O objeto de estudo da presente pesquisa é a construção de estrutura argumental com verbos de movimento transitivos diretos, tal como ocorre no discurso oral e escrito de falantes da cidade do Natal. Em geral, os verbos que exprimem ideia de movimento são classificados pelos estudiosos como intransitivos, acompanhados de um Sintagma Preposicional (SPrep) que indica a origem e/ou o destino do movimento. Contudo, a observação de dados de fala em contextos reais de uso mostra que alguns verbos de movimento podem ser acompanhados de um objeto direto (OD) que codifica o participante afetado pela ação verbal, a pessoa ou coisa que se move. Assim, os verbos de movimento são subcategorizados por um SPrep que indica origem, caminho ou meta, mas também podem ser acompanhados por um Sintagma Nominal (SN) objeto que codifica o participante que se move. Conclui-se, então, que todos os verbos de movimento têm ao menos um participante, seja uma pessoa ou uma coisa, que se move, codificado sintaticamente como sujeito ou OD. A nossa base teórica se apoia nos princípios da Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU) e da Linguística Cognitiva. Como fonte de dados, utilizamos o Corpus Discurso & Gramática: a língua falada e escrita na cidade do Natal (FURTADO DA CUNHA, 1998). Interessa-nos investigar os verbos de movimento que se distanciam do exemplar prototípico, na medida em que são seguidos de um objeto direto, e revelar as diferenças de sentido em termos de significado básico desses verbos e dos papéis semânticos dos seus argumentos, propondo para eles uma classificação sintático-semântica. Os resultados obtidos até o momento nos levam à constatação de que os verbos de movimento transitivos diretos podem receber classificações distintas, se levarmos em consideração o tipo de ação praticada pelo referente do sujeito e o modo como o referente do OD é afetado por essa ação.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 345.159.097-20 - MARIA ANGELICA FURTADO DA CUNHA - UFRN
Interno - 1551756 - EDVALDO BALDUINO BISPO
Interno - 1673239 - JOSE ROMERITO SILVA
Notícia cadastrada em: 22/01/2015 10:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao