Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA DE FATIMA SILVA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DE FATIMA SILVA DOS SANTOS
DATA: 18/12/2014
HORA: 14:00
LOCAL: CCHLA
TÍTULO:

As representações discursivas da vítima e do agressor nos gêneros boletim de ocorrência e inquérito policial


PALAVRAS-CHAVES:

Análise textual dos discursos. Boletim de ocorrência. Inquérito policial. Representações discursivas.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Esta Tese tem como principal objetivo analisar o fenômeno da representação discursiva da vítima e do agressor nos gêneros boletim de ocorrência e inquérito policial. A pesquisa insere-se no âmbito teórico geral da Linguística de Texto (LT) e, mais especificamente, na Análise Textual dos Discursos (ATD), elaborada pelo linguista Jean-Michel Adam (2011 [2008]). A noção de representação discursiva proposta pela ATD constitui um dos aspectos mais importantes da dimensão semântica do texto e é complementada pelos trabalhos de Grize (1990, 1996) a partir da noção de esquematização discursiva. Nessa perspectiva, o trabalho é orientado pelos estudos da Linguística do Texto, com Adam (2008, 2011), Koch (2011, 2004), Marcuschi (2012, 2005), Cavalcante (2010, 2011); pela noção de gênero, com Bazerman (2005), Bakhtin (1995), Meurer, Bonini e Motta-Roth (2005) e  pelos estudos que abordam as representações discursivas, com Rodrigues, Passeggi e Silva Neto (2010, 2012), Ramos (2011), Oliveira (2013), Queiroz (2013), Lopes (2014), dentre outros. Metodologicamente, trata-se de um estudo que se insere no paradigma qualitativo de caráter descritivo e o tipo de pesquisa é documental. O corpus é constituído por boletins de ocorrência e inquéritos policiais originados a partir de denúncias registradas nos boletins selecionados para a análise. Esses documentos foram coletados em uma Delegacia Especializada de Amparo à Mulher (DEAM), em Natal, Rio Grande do Norte. Os procedimentos de análise utilizam as seguintes categorias semânticas de construção da representação discursiva: a referenciação, a predicação, a modificação, a localização espacial e temporal e a comparação. Os resultados preliminares focalizaram a construção da representação discursiva da vítima a partir de pontos de vistas (PdV) de enunciadores distintos (as testemunhas, os acusados, a delegada) e que dependendo da orientação argumentativa do texto esses diferentes PdV tanto podiam se aproximar como se distanciar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 337223 - JOAO GOMES DA SILVA NETO
Interno - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Externo ao Programa - 349683 - JOSILETE ALVES MOREIRA DE AZEVEDO
Notícia cadastrada em: 11/12/2014 10:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao