Banca de DEFESA: JOAO PAULO LIMA CUNHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOAO PAULO LIMA CUNHA
DATA: 04/08/2014
HORA: 09:00
LOCAL: auditório do Prédio de Infraestrutura da UFRN - ao lado do RU.
TÍTULO:

IDENTIDADES COLETIVAS DE ESTUDIOSOS DA LINGUAGEM EM CURRÍCULOS LATTES: DOCÊNCIA, PERTENÇA SOCIAL E CAPITAL CULTURAL-ACADÊMICO

 



PALAVRAS-CHAVES:

Abordagem Sociológica e Comunicacional do Discurso, Identidades Coletivas, Currículo Lattes, Pertença Social e Capital Cultural-Acadêmico.


PÁGINAS: 160
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

A discussão envolvendo identidade de atores sociais ocorre já alguns anos, entretanto, ela se tornou significativa para os estudos discursivos nos últimos anos, devido à fragmentação dos atores pós-modernos. Entendendo as identidades como um conceito simbólico capaz de auxiliar na observação de realidades determinadas – uma espécie de mecanismo/uma lente (MERLUCCI, 1985) – é possível verificar a materialidade linguística do texto introdutório do currículo lattes como um espaço propício para constituição de identidades coletivas. O objetivo desta dissertação é refletir, como em tempos de pós-modernidade, através de textos introdutórios dos currículos lattes, as identidades coletivas de pesquisadores da linguagem são constituídas e retratadas em práticas discursivas e sociais, baseadas na acumulação de capital cultural-acadêmico. Para análise, em torno da postura indisciplinar em Linguística Aplicada (MOITA-LOPES, 2006), utiliza-se a metodologia descritiva/interpretativa (MAGALHÃES, 2001). Enquanto método de estudo e teoria social, para fundamentação da pesquisa, faz-se uso da Abordagem Sociológica e Comunicacional do Discurso, corrente vinculada aos pressupostos da Análise Crítica do Discurso (PEDROSA, 2012a).   O corpus se constitui de vinte e sete textos introdutórios de currículos lattes de pesquisadores da linguagem, vinculados a três instituições de ensino superior em Sergipe. Após coleta, na Plataforma Lattes, e numeração dos currículos, a fim de alcançar o objetivo da pesquisa, realizou-se a análise em torno de três temáticas identitárias: docência, pertença social (BAJOIT, 2006; DESCHAMPS; MOLINER, 2009) e acumulação de capital cultural-acadêmico (BOURDIEU, 2004; HEY, 2008). Os dados evidenciam que os textos dos currículos lattes são baseadas em princípios hegemônicos-ideológicos, referentes à acumulação de bens acadêmicos, à valorização de atores e às posições hierárquicas, reconhecidos e ratificados pelos pares que se socializam entre eles. Nesse momento, a pesquisa nos permite inferir que, na pós-modernidade, alguns pressupostos identitários coletivos, contribuem para o entendimento da realidade acadêmica, em torno do currículo lattes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1228220 - CLEIDE EMILIA FAYE PEDROSA
Externo à Instituição - DENIZE ELENA GARCIA DA SILVA - UnB
Externo à Instituição - JOSE ROBERTO ALVES BARBOSA - UERN
Notícia cadastrada em: 29/07/2014 16:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao