Banca de DEFESA: SILVANA MOURA DA COSTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVANA MOURA DA COSTA
DATA: 06/06/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório de Geografia - CCHLA
TÍTULO:

CARTÕES DE SAUDAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA: UMA PRÁTICA DE LETRAMENTO EM ANÁLISE


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Cartões de saudação. Prática de letramento. Língua inglesa.


PÁGINAS: 171
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

Esta pesquisa tem como objeto de estudo os cartões de saudação, aqui entendidos como uma prática de letramento largamente utilizada na sociedade americana dos Estados Unidos. Esses cartões configuram-se, na cultura americana, como fontes de informação e de memória sobre os ciclos de vida das pessoas, suas experiências e seus laços de sociabilidade, ativadas por meio dos sentidos que a imagem e a palavra comportam. O principal propósito deste trabalho é descrever como essa prática de letramento se efetiva na cultura americana. Teoricamente, esta pesquisa se fundamenta nos estudos de letramento (BARTON; HAMILTON, 1998; BAYHAM, 1995; HAMILTON, 2000; STREET, 1984, 1985, 1993, 2003), nas contribuições da semiótica social, associadas à gramática sistêmico-funcional (HALLIDAY; HASAN, 1978, 1985; HALLIDAY, 1994; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004), e na gramática do design visual (KRESS; LEITE-GARCIA; VAN LEEUWEN, 1997, 2000; KRESS; van LEEUWEN, 2006; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004). Metodologicamente, trata-se de um estudo que se insere no paradigma qualitativo de caráter interpretativista, que adota instrumentos de natureza etnográfica na geração dos dados. Nessa perspectiva, lança mão das “técnicas do olhar e do perguntar” (ERICKSON, 1981 apud CANÇADO, 1994, p. 56), complementadas pela técnica do “registrar”, proposta por Paz (2008). O corpus compreende um contingente de 104 cartões impressos, fornecidos por usuários desse artefato, dos quais selecionamos 24, de 11 cartões eletrônicos, extraídos da internet, assim como de verbalizações obtidas mediante a aplicação de questionário elaborado com perguntas abertas, feitas no intuito de reunir informações acerca das percepções e ações dos usuários desses cartões. A análise dos dados revela aspectos culturais, econômicos e sociais dessa prática e a convicção de que a prática de letramento dos cartões de saudação impressos, a despeito dos virtuais, ainda é muito profícua na sociedade americana. O estudo permite também compreender que os usuários dos cartões se posicionam e constroem identidades que são manifestadas na interação verbo-visual, com vistas a alcançar o efeito pretendido. Em razão disso, entende-se que os cartões de saudação não são despretensiosos, mas carregados de ideologia e de relações de poder, dentre outros aspectos que lhes são constitutivos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Interno - 1674285 - ANA MARIA DE OLIVEIRA PAZ
Externo ao Programa - 333889 - ALZIR OLIVEIRA
Externo à Instituição - IVONEIDE BEZERRA DE ARAUJO SANTOS - IFRN
Externo à Instituição - SILVANO PEREIRA DE ARAÚJO - UERN
Notícia cadastrada em: 28/05/2014 14:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao