Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO JOSÉ COSTA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO JOSÉ COSTA DOS SANTOS
DATA: 04/11/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Setor II A-3
TÍTULO:

ASPECTOS DA INTERAÇÃO NA SALA DE AULA: ORGANIZAÇÃO TÓPICA NO DISCURSO DA PROFESSORA E ALUNOS NO ENSINO FUNDAMENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

Interação; Tópico Discursivo, Abertura  e fechamento tópico


PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Este trabalho, que se insere em perspectivas interacionais e textuais tem por objetivo descrever, analisar e interpretar aspectos da interação em sala de aula no ensino fundamental, explicitando a organização tópica discursiva, notadamente os processos de abertura e fechamento. Embasamo-nos, neste estudo, nos conhecimentos construídos por pesquisadores como Marcuschi (1986, 1990, 1991, 1998, 1999, 2003, 2004a), Kerbrat-Orecchioni (2006), Fávero (1999, 2002), Galvão (2004, 2010), cujas pesquisas têm como base os pressupostos da Análise da Conversação. Baseamo-nos também, em autores que analisam questões específicas do texto em situação concreta de uso da linguagem, entre estes Koch (1993, 1999), Jubran et al (1992), Jubran (2006), Pinheiro (2005), Galembeck (2012) os quais discutiram acerca do texto e da temática da organização tópica discursiva. Metodologicamente, lançamos mão da pesquisa etnográfica, a partir da qual realizamos a coleta de dados em áudio e vídeo, em seguida transcritos conforme a proposta do projeto NURC. Esta investigação foi norteada pelas questões: a) Como se organiza a interação entre professor e alunos em sala de aula? b) Como são estruturados hierarquicamente os tópicos que evidenciam as exigências do plano de ensino? c) Como o Tópico Discursivo é organizado linearmente e desenvolvido na interação em sala de aula? d) Como ocorrem as aberturas e fechamentos dos tópicos em sala de aula? Neste sentido, as aberturas tópicas exercem papel fundamental para a compreensão dos discentes, já que introduzem as questões mais gerais em torno do conteúdo de ensino. A presença dos marcadores discursivos, em especial o marcador ‘então’ possibilitou a compreensão de que esses elementos linguísticos são de fundamental importância na organização tópica, contribuindo para assegurar a coerência textual no transcurso da interação. O processo de fechamento de cada tópico nos revelou ter havido preocupações da docente em finalizar cada tópico desenvolvido. Nesse sentido, os marcadores discursivos assumiram diferentes funções, oportunizando que a aprendizagem fosse avaliada pela docente, haja vista a preocupação maior com a aprendizagem dos alunos. Concluímos, por fim, que a organização do tópico discursivo em sala de aula possibilita que o conteúdo de ensino e aprendizagem seja explicitado, tendo em vista as diversas necessidades de um plano voltado para a construção do conhecimento.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 348014 - MARISE ADRIANA MAMEDE GALVAO
Interno - 1165367 - CLEMILTON LOPES PINHEIRO
Interno - 349707 - LUIS ALVARO SGADARI PASSEGGI
Interno - 349685 - MARIA DAS GRACAS SOARES RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 22/10/2013 15:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao