PPGCF/EAJ/UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ Telefone/Ramal: (84) 99418-0909 http://www.posgraduacao.ufrn.br/cfl

Banca de QUALIFICAÇÃO: IDRIÇA CASSAMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : IDRIÇA CASSAMA
DATA : 27/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de videoconferências
TÍTULO:

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, QUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DE SEMENTES DE Pityrocarpa moniliformis (Benth) e Senna siamea (Lam) TRATADAS COM PLASMA ATMOSFÉRICO


PALAVRAS-CHAVES:

vigor, dormência, descarga barreira dielétrica


PÁGINAS: 36
RESUMO:

O plasma é formado por um volume de gases ionizados e líquidos dentro de uma câmara de vacuo colocada em pressão baixa, e recebe a atividade do campo elétrico criado a partir de uma dissimilitude em meio de dois eletrodos (ânodo+ e catodo-) dentro da câmera. O presente trabalho objetivou-se avaliar o efeito do plasma gerado por fonte de descarga em barreira dielétrica (DBD) nas características físicas, químicas e fisiológicas de sementes de Pityrocarpa moniliformis (Benth) e Senna siamea (Lam). As sementes foram submetidas ao plasma obtido por barreia dielétrica em placas coplanares, com tensão de 10 kv e frequência de 4.000 Hertz por 10 minutos. As sementes de ambas as espécies tiveram suas estruturas físicas analisadas por meio da microscopia eletrônica de varredura (MEV). As análises químicas foram realizadas através do espectrômetro infravermelho transformado de Fourier FTIR com sementes inteiras, para obtenção dos comprimentos de ondas na região compreendida entre 400 a 4000 cm-1. Para análises fisiológicas foi utilizado o delineamento inteiramente cazualizado com quatro repetições de 25 sementes para cada espécie, em ambiente controlado a 25 ºC. Para tanto, as sementes foram distribuídas em papel germitest embebido com água destilada, por 18 dias, sendo avaliado a percentagem da germinação. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias dos tratamentos foram comparadas em nível de significância de 5% de probabilidade por meio do teste de Tukey. Todas as análises foram realizadas pelo software sistema para análises estatísticas de ensaios agronômicos (AgroEstat) versão 1.0. Com isso, o resultado da aplicação do plasma nas sementes de ambas as espécies se mostrou satisfatória, modificou a estrutura física e química, proporcionando o aumento na percentagem da germinação. Com os resultados obtidos, conclui-se que o plasma DBD apresentou-se como técnica eficiente, modificou a estrutura física e alterou as propriedades químicas e fisiológica de sementes de ambas espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1880265 - MARCIO DIAS PEREIRA
Externa ao Programa - 048.378.544-00 - DINARA REGINA AZEVEDO GADELHA
Externo à Instituição - RAUNY OLIVEIRA DE SOUZA - SEE
Notícia cadastrada em: 19/03/2020 11:38
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao