Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNO SILVA GUIRRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNO SILVA GUIRRA
DATA : 24/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Análises de Sementes - LAS/UFERSA
TÍTULO:

RESPOSTAS BIOQUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DE SEMENTES DE Combretum leprosum Mart. DURANTE O ARMAZENAMENTO


PALAVRAS-CHAVES:

sementes florestais, qualidade de sementes, alterações metabólicas das sementes


PÁGINAS: 45
RESUMO:

O mofumbo (Combretum leprosum Mart.) pertencente à família Combretaceae, com distribuição exclusiva na América do Sul. Trata-se de uma espécie de grande importância florestal para todo o Brasil e, principalmente, para o bioma Caatinga, pois apresenta diversas potencialidades, desde fins medicinais, além contribui expressivamente para conservação e melhoria da qualidade do solo no processo de recuperação de áreas degradadas e sucessão em florestas secas. Apesar múltiplas utilidades, ainda não se têm estudos básicos voltados ao armazenamento de suas sementes. Dessa maneira, objetivou-se avaliar as alterações fisiológicas e bioquímicas de C. leprosum em função das formas de manutenção da semente sob diferentes condições de armazenamento. Para tanto, todas as sementes nuas e os diásporos foram acondicionados em sacos de papel kraft e mantidas em duas condições distintas: condição de ambiente natural (26±3 °C; 55±12 % UR) e câmara climatizada (10±1 °C; 53±7% UR). Inicialmente, e a cada 30 dias, durante 12 meses, as sementes foram analisadas quanto a sua qualidade fisiológica (determinação do teor de água das sementes, emergência de plântulas, índice de velocidade de emergência, comprimento e massa seca de plântulas) e bioquímica (lipídios neutros, açúcares totais e redutores, aminoácidos livres totais, amido e, além disso, peroxidação de lipídios). Os dados dos fatores quantitativos referentes aos quatro tratamentos foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste Tukey a 5 % de probabilidade. Para períodos de armazenamento foi realizada a análise de regressão, selecionando-se os modelos significativos (F> 0,05) com melhor expressão biológica. Para as variáveis de emergência de plântula, índice de velocidade de emergência e massa seca de plântula, a condição natural proporcionou melhores resultados. Com relação às variáveis de lipídios e peroxidação, as sementes sofreram degradação, independente da forma de manutenção da semente e condição de armazenamento. Até o sexto mês ocorreu um acúmulo no conteúdo de açucares solúveis, seguido de uma redução até o final do tempo de armazenamento. Para amido, houve um declínio no teor deste polissacarídeo em todos os tratamentos, ao longo do período de armazenamento, sendo que a menor variação foi verificada em sementes nuas, quando acondicionadas em ambiente natural.  Por fim, foi verificado um acréscimo no conteúdo de aminoácido durante todo o período de armazenamento, em quase todos os tratamentos, com exceção para os diásporos acondicionados em ambiente climatizados. As sementes de C. leprosum, quando armazenadas em condição de ambiente natural, mantêm-se viáveis e com alta qualidade por um período de dozes meses, independente da forma de manutenção da semente.

  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 270.392.004-06 - SALVADOR BARROS TORRES - UFC
Externa à Instituição - CLARISSE PEREIRA BENEDITO - UFERSA
Externo à Instituição - EMANOELA PEREIRA DE PAIVA - UFERSA
Externo à Instituição - CAIO CESAR PEREIRA LEAL - IFRN
Notícia cadastrada em: 14/03/2020 11:34
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao