PPGCF/EAJ/UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ Telefone/Ramal: (84) 99418-0909 http://www.posgraduacao.ufrn.br/cfl

Banca de QUALIFICAÇÃO: AGEU DA SILVA MONTEIRO FREIRE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : AGEU DA SILVA MONTEIRO FREIRE
DATA : 16/09/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório 2 andar NUPPRAR
TÍTULO:

PRODUTOS FLORESTAIS NÃO MADEIREIROS DA MATA ATLÂNTICA: TANINOS PRESENTES EM Protium heptaphyllum (Aubl.) March


PALAVRAS-CHAVES:

Burseraceae, polifenóis, propriedades medicinais, componentes vegetais.


PÁGINAS: 77
RESUMO:

Protium heptaphyllum é uma espécie de interesse para pesquisa e conservação, devido à deficiência de dados ecológicos sobre a mesma e falta de estudos relacionados ao teor de taninos, além de possuir importância na indústria farmacêutica, apresentando propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e inseticidas. Estudo sobre taninos na espécie pode ser relevante, porque plantas com altos teores de taninos possuem atividade terapêutica, e são empregadas na medicina tradicional para o tratamento de diversas doenças. Este trabalho teve como objetivo a caracterização e análise composicional da casca, folha e fruto da espécie, como também a extração e quantificação dos taninos vegetais presentes em suas diferentes estruturas, realizando a análise dos componentes químicos existentes neles e de seu possível potencial farmacológico. Os materiais vegetais foram coletados em população de P. heptaphyllum, localizada em um fragmento de Mata Atlântica situado na Escola Agrícola de Jundiaí, no município de Macaíba, RN. Foi determinado o teor de umidade, teor de cinzas, teor de voláteis e carbono fixo, como também, quantidade de proteína bruta, hemicelulose, lignina e celulose. Depois, foram obtidos os extratos tanantes, avaliando a quantidade de sólido totais, Índice de Stiasny, taninos condensados e não taninos. Também foi realizada a análise termogravimétrica e a espectroscopia de infravermelho da biomassa e extratos tanantes.  A casca, a folha e o fruto apresentaram diferentes características composicionais. A casca e folha apresentam maior Índice de Stiasny, ou seja, nos extratos tanantes elas possuem maior teor de taninos, e os frutos possuem maior teor de sólidos totais. A estrutura molecular da biomassa e extratos tanantes apresentam mesmos grupos funcionais, onde são semelhantes, o que pode ser característico da espécie.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA
Interno - 1228866 - EDUARDO LUIZ VOIGT
Interna - 2326526 - TATIANE KELLY BARBOSA DE AZEVEDO CARNAVAL
Notícia cadastrada em: 10/09/2019 18:01
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao