PPGCF/EAJ/UFRN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ Telefone/Ramal: (84) 99418-0909 http://www.posgraduacao.ufrn.br/cfl

Banca de DEFESA: MATHEUS MARTINS MENDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MATHEUS MARTINS MENDES
DATA : 30/07/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Videoconferência - POP-RN
TÍTULO:

POTENCIALIDADES DO SISTEMA AGROFLORESTAL PARA O FLORESTAMENTO DA CAATINGA: UMA EXPERIÊNCIA NO ASSENTAMENTO MOACIR LUCENA- APODI/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Semiárido. Diversidade filogenética. Comunidades vegetais. Agrofloresta sucessional


PÁGINAS: 54
RESUMO:

A Caatinga historicamente é um dos biomas mais degradados do país, ao lado da Mata Atlântica e da Amazônia, sendo duas das principais causas do desmatamento a agropecuária extensiva e o comércio e consumo de lenha e carvão no Semiárido. Como alternativa ao modelo agropecuário hegemônico, a agricultura familiar utiliza os sistemas agroflorestais como incremento da renda familiar e para produção de bens e alimentos de forma sustentável. O presente estudo tem como objetivo a verificação da eficiência do uso de um sistema agroflorestal de 20 anos de instalação, localizado no Assentamento Moacir Lucena, em Apodi-RN, como alternativa para reflorestamento da Caatinga. Como base de comparação, utilizou-se uma área em pousio (reserva legal), que, assim como a área de estudo, foi oriunda de processos de antropização passados (cultivo de algodão) e extratos do Parque Nacional da Furna Feia. Foi realizado um inventário florístico e fitossociológico das áreas para conhecimento das espécies e seus comportamentos, além da mensuração de diversidade vegetal, coleta e análises botânicas. Foram instaladas 10 parcelas sistemáticas de 20mx20m na área do sistema agroflorestal e reserva legal e 6 parcelas de 20mx20m na área controle do Parque Nacional Furna Feia. O sistema agroflorestal sucessional manejado no assentamento possui maior riqueza e diversidade de espécies quando comparados a outras áreas manejadas de forma semelhante no bioma Caatinga. O manejo de forma agroecológica no sistema agroflorestal acarretou dados de diversidade filogenética superiores quando comparados aos dados da Furna Feia e reserva legal, índice de Shannon (H’) da agrofloresta e Furna Feia semelhante, valores de Equabilidade (J) não diferentes expressivamente e índice de similaridade florística (Jaccard) do sistema agroflorestal com dados da Furna Feia com mais expressividade, o que leva à conclusão de que há proximidade dos dados da agrofloresta com a área controle do bioma Caatinga e há potencialidade positiva da utilização do manejo agroflorestal para reflorestamento do bioma.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1813882 - ALICE DE MORAES CALVENTE VERSIEUX
Externo à Instituição - CARLOS JOSÉ DA SILVA - UFERSA
Externa à Instituição - FABIANA PENEIREIRO
Notícia cadastrada em: 10/07/2019 13:56
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao