Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSENILDA APRIGIO DANTAS DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSENILDA APRIGIO DANTAS DE MEDEIROS
DATA : 25/09/2018
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório da Direção da EAJ
TÍTULO:

MORFOLOGIA DE PLÂNTULAS DE Amburana cearensis (ALLEMÃO) A. C. SMITH APLICADA À ANÁLISE DE VIGOR DE SEMENTES


PALAVRAS-CHAVES:

Fabaceae, qualidade de sementes, sementes florestais, classificação do vigor de plântulas.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

O teste de vigor de plântulas aplicado na classificação de lotes de sementes tem sido pouco utilizado principalmente no que se refere às espécies florestais nativas. Assim, objetivou-se caracterizar os aspectos morfológicos de plântulas de Amburana cearensis e utilizá-los na classificação de vigor de lotes de sementes. O estudo foi dividido em três etapas: caracterização morfológica de plântulas; classificação de vigor de plântulas e caracterização fisiológica dos lotes de sementes. Para a classificação de vigor de plântulas, a porcentagem de plântulas normais “fortes” foi correlacionada com os resultados dos testes da caracterização fisiológica. Para esta, realizou-se os testes de germinação, emergência, primeira contagem da germinação e emergência, índice de velocidade de germinação, índice de velocidade de emergência, tetrazólio, comprimento e massa seca de plântulas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado. Para os dados paramétricos utilizou-se o teste de Tukey e para os não paramétricos, aplicou-se o teste de Kruskal-Wallis. Para a correlação entre as variáveis que determinam o vigor dos lotes, utilizou-se o coeficiente de Spearman. As análises foram realizadas com o software estatístico Bioestat 5.0. As sementes de A. cearensis possuem comprimento médio de 14,12 mm, largura média de 9,53 e espessura média de 4,6 mm; formato oblongo e presença de ala, do tipo papiráceo e transparente. Oposto a ala são observados o hilo e a micrópila. O embrião é axial composto por dois cotilédones carnosos, eixo reto e cônico com plúmula pouco visível.  As plântulas de A. cearensis são do tipo semi-hipógea fanerocotiledorar, com emissão da raíz primária no quarto dia e presença de plântulas normais ao nono dia após a semeadura. A partir da caracterização morfológica das plântulas foi possível classificar as plântulas em normais fortes, fraca e anormais. O teste de vigor de plântulas não classificou a qualidade fisiológica dos lotes de sementes com eficiência, porém o comprimento de plântulas normais foi eficiente na classificação do vigor de plântulas de A. cearensis.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 270.392.004-06 - SALVADOR BARROS TORRES - UFC
Interno - 914.897.250-91 - CIBELE DOS SANTOS FERRARI - UFRN
Interno - 1721230 - MAURO VASCONCELOS PACHECO
Externo ao Programa - 3039598 - CAIO CESAR PEREIRA LEAL
Notícia cadastrada em: 24/09/2018 08:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao