Banca de DEFESA: MILENY GALDINO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MILENY GALDINO DA SILVA
DATA : 15/02/2017
HORA: 13:00
LOCAL: Auditório da Direção da EAJ
TÍTULO:

Crescimento, produção e distribuição de biomassa de espécies florestais em resposta ao método de cultivo em Macaíba, RN.


PALAVRAS-CHAVES:

Adubação. Manejo do solo. Produtividade florestal.


PÁGINAS: 72
RESUMO:

O conhecimento sobre o crescimento e potencial produtivo de espécies florestais deve contribuir de forma significativa como base necessária para a proposição de ações que permitam uma correta restauração ou conservação de áreas. Contribuindo para um adequado planejamento da exploração de determinada área e conservação de agroecossistemas, o que contribui para uma produção sustentável de seus produtos. Sendo assim, objetivou-se avaliar o crescimento, a produção e distribuição de biomassa de acácia (Acacia mangiumWilld.), nim (Azadirachta indica A. Juss) e sabiá (Mimosa caesalpiniaefoliaBenth.), aos 3 e 4 anos de idade, em resposta ao método de cultivo. O experimento foi dividido por espécie, sendo o delineamento experimental em blocos casualizados com dois tratamentos, menos intensivo e mais intensivo, e quatro repetições, totalizando oito parcelas. Sendo as oito parcelas de 576 m² (24x24), totalizando 4608 m² de efetivo plantio amostrado, com espaçamento entre plantas de 3 m x 3 m, sendo 64 plantas/parcela e parcela útil de 36 plantas, sendo 28 plantas de bordadura. No tratamento mais intensivo utilizou-se esterco bovino (4,0 t/ha), super triplo (146,0 kg/ha) distribuídos em sulcos e calcário (2,0 t/ha). Em todos os tratamentos aplicou-se NPK (6-30-6: 100 g/planta), em covas laterais. O crescimento de cada árvore foi obtido pelas seguintes variáveis: DAP- Diâmetro Altura do Peito (cm), HT -Altura total (m). A partir destes dados foram calculados a área basal (m2/ha), volume cilíndrico (m3/ha), volume real (m3/ha) e volume empilhado (st/ha). Para a obtenção da biomassa da parte aérea a árvore média foi abatida, e seus componentes (folhas, galhos, casca e lenho) separados, pesados e secos, obtendo-se biomassa fresca e seca. Em todas as variáveis estudadas apresentaram comportamentos diferenciados, em que o tipo de cultivo influenciou diferentemente no crescimento e produção de biomassa. O preparo de solo, na linha de plantio, juntamente com a adubação de fundação (esterco e fósforo) influenciam positivamente o crescimento e a produção volumétrica da acácia, nim e sabiá. O método de cultivo mais intensivo, teve maior influência nas espécies acácia e nim, onde para o sabiá a variável distribuição de biomassa não sofreu influência do cultivo mais intensivo. Ressaltando assim a importância do manejo do solo adequado para o crescimento inicial das três espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1678080 - GUALTER GUENTHER COSTA DA SILVA
Externo à Instituição - RENATO VINÍCIUS OLIVEIRA CASTRO - UFSJ
Interno - 1880266 - ROSIMEIRE CAVALCANTE DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 15/02/2017 12:00
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao