Banca de DEFESA: MARAÍSA COSTA FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARAÍSA COSTA FERREIRA
DATA: 18/12/2015
HORA: 08:00
LOCAL: UFRN/Escola Agrícola de Jundiaí
TÍTULO:

ANÁLISE DE PROPRIEDADES DA MADEIRA DE Eucalyptus urograndis PARA FINS ENERGÉTICOS IMPLANTADOS NO MUNICÍPIO DE MACAÍBA-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Qualidade. Clones. Energia.Madeira.Rio Grande do Norte


PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Recursos Florestais e Engenharia Florestal
SUBÁREA: Energia de Biomassa Florestal
RESUMO:

Dentro do contexto da necessidade por biomassa lenhosa para fins energéticos, avaliações na qualidade da madeira fornecem informações importantes do potencial combustível dessa matéria-prima, além de possibilitar a escolha do material genético adequado para ser implantado visando elevada produção e eficiência na conversão energética. No Estado do Rio Grande do Norte (RN) esse insumo é utilizado  como fonte principal de energia em atividades nos setores industrial, comercial e residencial. Assim, visando colaborar com informações importantes sobre a qualidade da madeira para energia, o estudo objetivou caracterizar a madeira de híbridos de Eucalyptus urophylla S.T. Blake x Eucalyptus grandis (Hill) Maiden implantados para fins energéticos na área de experimentação florestal da Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias (UAECIA), Macaíba-RN. As análises ocorreram no Laboratório de Painéis e Energia da Madeira (LAPEM) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde foram realizadas as seguintes avaliações na madeira de três materiais genéticos (GG100; AEC0144 e AEC0224): determinação da densidade básica, poder calorífico superior, análise química e posteriormente cálculos para a estimativa da produção de massa e energia do plantio. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os valores para os parâmetros tecnológicos da madeira dos clones avaliados estão dentro da faixa encontrada por diferentes autores para madeira de eucalipto em idades próximas às do estudo. O efeito da idade mostrou-se discreto para a maioria dos parâmetros avaliados. A quantidade de energia por m³ seguiu a mesma tendência disposta pela densidade básica da madeira. Com base na literatura,  as madeiras dos clones apresentaram valores adequados em suas características químicas e térmicas para fins energéticos, com destaque para o clone GG100. 




MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1880266 - ROSIMEIRE CAVALCANTE DOS SANTOS
Interno - 1079298 - ALEXANDRE SANTOS PIMENTA
Externo à Instituição - ANGÉLICA DE CÁSSIA OLIVEIRA CARNEIRO - UFV
Externo à Instituição - RENATO VINÍCIUS OLIVEIRA CASTRO - UFSJ
Notícia cadastrada em: 21/10/2015 09:58
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao