Banca de DEFESA: MUSSAGY ISMAEL SAVAI IBRAIMO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MUSSAGY ISMAEL SAVAI IBRAIMO
DATA : 24/02/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência ppgdem/UFRN
TÍTULO:

Dinâmica migratória e avaliação dos quesitos censitários sobre migrações internas e internacionais em Moçambique: uma análise a partir do censo 2017


PALAVRAS-CHAVES:

Censo; Migração; qualidade dos dados;


PÁGINAS: 95
RESUMO:

O trabalho faz abordagem sobre a dinâmica migratória e qualidade dos dados dos quesitos de mensuração da migração do censo em Moçambique. A complexidade da operação censitária faz com que ela seja suscetível a erros. Foi nessa perspectiva que fez-se uma análise de consistência dos quesitos com o objetivo de verificar a qualidade dos dados, o que ajudou também na definição do recorte da unidade geográfica. Vários são os fatores que influenciam a dinâmica migratória, como fatores socioeconômicos e desastres naturais. A instabilidade que o país vivenciou entre as décadas de 1980 e 1990 propiciou um ambiente para o aumento de movimentos migratórios no sentido rural –urbano e para os países vizinhos com destaque para África do Sul e Zimbabwe, este último, combinado com a busca de oportunidades de trabalho devido a ligação histórica entre esses países desde os finais do Século XIX. O início da década de 1990, com o fim da guerra, foi caracterizado por massivo retorno de Moçambicanos para as suas zonas de origem, depois cerca de 16 anos. No início dos anos de 2000, o País registrou uma explosão no crescimento econômico, constituindo um fator de atração de oportunidades migratórias. Neste contexto, o trabalho propôs como objetivo analisar a qualidade dos quesitos de migração do Censo de 2017, tendências recentes das migrações internas e internacionais, e o impacto da migração na dinâmica de redistribuição espacial da população de Moçambique. Para tanto, os microdados do censo de 2017 são usados para realizar uma análise descritiva do fenômeno migratório, analisar as características sociodemográficas dos migrantes e suas seletividades, avaliar as tendências recentes e quinquenais das migrações e análise da redistribuição espacial da população a partir de mapas de fluxos. Dos resultados obtidos, constatou–se que em relação a qualidade dos dados, apenas os quesitos sobre unidades geográficas que apresentaram inconsistências em relação ao código das áreas do nível desagregado abaixo da província. As migrações internas interprovinciais recentes revelaram tendências similares entre as migrações quinquenais, com as províncias de Maputo e Maputo cidade sendo as que recebem maior volume de imigrantes ambas da região Sul, Zambézia (Centro) e Inhambane (Sul), as duas com maior volume de emigrantes. Em relação a Migração internacional, registrou-se uma redução no volume de imigrante internacionais, o que pode estar associado a questões de insegurança causados pelo ressurgimento de conflito político militar no período de 2013-2019 na região central do país. Sobre a migração de retorno, quer seja interna ou internacional, os migrantes apresentam um padrão etário semelhante ao da curva clássica de migração, o que revela maior concentração de migrantes nas idades ativas, já com relação ao nível de escolaridade, os migrantes com nível alto de escolaridade são os que menos migram, fato contrario ao apresentado em teorias de seletividade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1422122 - JÁRVIS CAMPOS
Interno - 1880578 - RICARDO OJIMA
Interno - 102.396.358-25 - WILSON FUSCO - FJN
Externo à Instituição - ÁLVARO DE OLIVEIRA D''''''''ANTONA - UNICAMP
Notícia cadastrada em: 11/02/2022 17:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao