Banca de DEFESA: JOSIELLI BATISTA SIMÕES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSIELLI BATISTA SIMÕES
DATA : 18/09/2019
HORA: 08:30
LOCAL: a definir
TÍTULO:

Estimativa e análise de inventários de emissões veiculares no estado do Rio Grande do Norte


PALAVRAS-CHAVES:

Química da atmosfera. Inventário de emissões. Veículos


PÁGINAS: 85
RESUMO:

O crescente número de fontes de emissões de poluentes atmosféricos é um dos motivos da problemática da poluição do ar, o que ocasiona impactos tanto no clima quanto na saúde humana e no meio ambiente. A qualidade do ar em uma determinada região é definida por uma combinação de condições meteorológicas e emissões locais. Estas últimas podem ser analisadas utilizando inventários de emissão, ferramentas que quantificam as taxas de emissão de diversas fontes, com o intuito de servir como base para avaliar a química atmosférica e para a gestão da qualidade do ar de uma região.  Neste contexto, pela primeira vez, as emissões geradas pelo inventário global Emission Database for Global Atmospheric Research (EDGAR) serão avaliadas para o estado do Rio Grande do Norte (RN), por meio do modulo de emissões do modelo químico atmosférico European Air Pollution Dispersion (EURAD-IM). A adaptação do inventário EDGAR foi realizada para duas grades, a primeira com resolução de 75 km e a segunda com resolução de 15 km, em que os dados foram processados no formato necessário para as estimativas, focando no setor de transporte rodoviário. Em seguida, foi realizado um downscaling no estado do Rio Grande do Norte gerando mapas de emissão para a região, identificando as principais cidades e as principais rotas de tráfego veicular. De modo verificar a acurácia da distribuição espacial das mesmas, ou seja, avaliar se o inventário representa as diferentes fontes de emissão de maneira correta. Além disso, uma abordagem Top-Down foi realizada com o modelo de emissões veiculares VEIN, onde as emissões foram desagregadas a nível de rodovia e foi possível também avaliar as fontes por tipo de veículo, combustível e idade da frota. Dentre os resultados do VEIN verificou-se que veículos leves como automóveis e motocicletas são os principais responsáveis pelas emissões de monóxido de Carbono (CO). Tais categorias, que consomem em sua maioria gasolina ou álcool, são também responsáveis por mais de 80% das emissões de HCNM. Enquanto os veículos pesados movidos a diesel contribuem em maior parte nas emissões de Material particulado (MP), óxidos de enxofre (SOx) e óxidos de nitrogênio (NOx). Os resultados dessa estimativa melhoraram substancialmente as informações para a região, já que os mapas de emissão do VEIN possuem maior nível de detalhe se comparados com o inventário global. Com a realização deste trabalho foi possível obter uma maior compreensão dos fluxos de emissão dos poluentes e da distribuição espacial, bem como o conhecimento dos locais e tipos de veículos de maior relevância na contribuição das fontes. Uma melhoria foi obtida nos dados de emissões veiculares, gerando um inventário de emissões mais realista e de maior resolução para a região, o que contribuirá no futuro para o estudo e gestão da qualidade do ar no RN.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1879213 - JUDITH JOHANNA HOELZEMANN
Externo ao Programa - 1249023 - SEBASTIAO MILTON PINHEIRO DA SILVA
Externo à Instituição - SERGIO ALEJANDRO IBARRA ESPINOSA - USP
Externo à Instituição - JEAN LEITE TAVARES - IFRN
Notícia cadastrada em: 14/08/2019 17:05
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao