Banca de QUALIFICAÇÃO: ROSARIA RODRIGUES FERREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROSARIA RODRIGUES FERREIRA
DATA : 07/12/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do ccet
TÍTULO:

Estudo Sobre o Balanço de Energia e Fluxos de CO2 no Bioma Caatinga através do Uso de Modelagem de Vegetação Dinâmica


PALAVRAS-CHAVES:

Semiárido; Caatinga; BRAMS, balanço de energia, CO2


PÁGINAS: 80
RESUMO:

A degradação do bioma Caatinga tem avançado ao longo dos últimos anos sobre a região do Semiárido Brasileiro e pode estar associado ao processo de desertificação e a ações antrópicas de substituição da cobertura vegetal. Deste modo, o objetivo do geral deste trabalho foi avaliar como os fluxos de CO2 e dos componentes do balanço de energia se comportam no bioma Caatinga, através do uso de dados medidos in situ e com a utilização de um modelo dinâmico regional voltado para captar a dinâmica da vegetação e seus efeitos sobre os parâmetros de superfície. Busca-se também caracterizar o ciclo diário dos fluxos de superfície; avaliar a destreza e habilidade das simulações com o modelo dinâmico regional para região nordeste do Brasil; como forma de obter informações sobre o papel do bioma como fonte ou sumidouro de CO2. O sistema de modelagem dinâmica utilizada nesta pesquisa foi o Joint UK Land Environment Simulator (JULES) - Coupled Chemistry Aerosol Tracer Transport - model to the Brazilian developments on the Regional Atmospheric Modeling System (JULES - CCATT - BRAMS v5.3), com o enfoque na avaliação do desempenho do módulo de superfície JULES para a região. Para validar as informações de fluxos simuladas sobre o bioma Caatinga, foram utilizados dados de fluxos de superfície medidos na estação ecológica de medidas micrometeorológicas obtidos em uma torre de fluxo equipada com sistema de eddy covariance localizada próximo à cidade de Serra Negra do Norte no
Estado do Rio Grande do Norte. As análises prévias em sobre o modelo BRAMS para o bioma Caatinga apresentaram resultados quanto a habilidade dos experimentos em simular os fluxos de superfície, em que avaliação subjetiva e objetiva com base na estatística aplicada apresentaram valores de fluxos de calor sensível com um comportamento mais adequado em relação ao dados observados, enquanto que os fluxos de calor latente e de produção primária bruta tiveram defasagens em função dos picos de  máxima e de mínima registrados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Interno - 2086472 - BERGSON GUEDES BEZERRA
Externo à Instituição - Demerval Soares Moreira - UNESP
Externo à Instituição - KEILA RÊGO MENDES
Notícia cadastrada em: 03/12/2018 11:55
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao