Banca de QUALIFICAÇÃO: EWERTON BRUNO BRITO DE ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EWERTON BRUNO BRITO DE ARAUJO
DATA : 25/10/2018
HORA: 15:00
LOCAL: SALA 9, ECT
TÍTULO:

PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO NA BACIA POTIGUAR: VARIABILIDADE CLIMÁTICA E MUDANÇAS DO USO DO SOLO


PALAVRAS-CHAVES:

LULC. tendências. sensoriamento remoto.


PÁGINAS: 56
RESUMO:

 aumento populacional vem impactando o meio ambiente natural, e isto se da por meio das mudanças da cobertura e uso da terra e, consequentemente, dos parâmetros biofísicos das superfícies que caracterizam o equilíbrio energético e térmico do solo. O uso da terra colabora para possíveis alterações climáticas, já que as atividades humanas têm influência nas modificações do clima alterando a distribuição dos ecossistemas.  A Bacia Potiguar (BP), localizada na Província Borborema nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará, caracteriza-se por ser a maior produtora petrolífera, em terra, e terceira no mar, no Brasil, assim como por apresentar grande atividade salineira e de subsistência. Desta forma, a pesquisa tem como objetivo associar as alterações do uso e ocupação do solo com a variabilidade climática e o processo de desertificação na Bacia Potiguar. Para tanto, serão utilizadas imagens de satélites para tratamento via Sensoriamento Remoto (SR). Além disso, serão utilizados os dados climáticos deprecipitação pluviométrica, temperatura ar e evapotranspiração de referência disponibilizados por Xavier et al. (2017). Inicialmente serão utilizados dados de SR e climáticos para obter índices capazes de se relacionar ser possível identificar, classificar e avalias a desertificação, na área de estudo. Neste momento será possível avaliar a mudança da cobertura da terra e a desertificação na Bacia Potiguar a partir de variáveis como Normalized Difference Vegetation Index e albedo fazendo uso dos níveis de classificação de desertificação e a árvore de decisão. Posteriormente, será realizada uma análise de tendências nas variáveis de precipitação e temperatura do ar a partir dos índices extremos climáticos como o objetivo de avaliar os possíveis impactos da variabilidade climática sobre a BP. Como resultados espera-se que seja possível identificar a evolução no grau de desertificação na bacia e as mudanças regionais dos índices da precipitação e de temperatura.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1914304 - KELLEN CARLA LIMA
Interno - 1164414 - WEBER ANDRADE GONCALVES
Externo ao Programa - 350698 - VENERANDO EUSTAQUIO AMARO
Notícia cadastrada em: 22/10/2018 08:29
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao