Banca de QUALIFICAÇÃO: JORIO BEZERRA CABRAL JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JORIO BEZERRA CABRAL JUNIOR
DATA : 25/04/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Seminários de Matemática
TÍTULO:

VARIABILIDADE TEMPORAL E ESPACIAL DA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA E DO ÍNDICE DE ARIDEZ NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL, DURANTE 1980-2013


PALAVRAS-CHAVES:

Paradoxo da evaporação; Evapotranspiração de Referência, Índice de Aridez, Nordeste Brasileiro; Análise de tendência.


PÁGINAS: 70
RESUMO:

O Nordeste do Brasil (NEB) apresenta-se como a região mais vulnerável às condições climáticas, com ênfase na irregularidade dos recursos hídricos na maior parte da região. Com o advento do aumento da temperatura média global do planeta, espera-se, para o NEB, que o ar se torne mais seco e consequentemente a demanda de água na atmosfera aumente, podendo tornar a água mais escassa. Diante disso, o objetivo central neste estudo será analisar a variabilidade (espacial e temporal) da Evapotranspiração de Referência (ET0) e do Índice de Aridez (IA), verificando se há indícios de mudanças climáticas e quais variáveis mais as influenciam. Para isso utilizar-se-ão bancos de dados meteorológicos mensais da ET0 e das variáveis necessárias para se calcular o IA, disponibilizados por Xavier et al. (2015), no período de 1980 a 2013 (34 anos) e com uma resolução espacial de 0,25° x 0,25°, perfazendo um total de 2043 pontos com dados. O IA será calculado de acordo com os critérios preconizados por Thornthwaite (1948). O método da análise de Cluster será adotado para classificar sub-regiões no NEB com características homogêneas para a ET0 e o IA. As respectivas periodicidades dessas variáveis, por sub-região, serão verificadas através da análise Wavelet. Análises de tendências também serão verificadas nas escalas temporais mensal, sazonal e anual, utilizando o teste de Mann-Kendall, e decenal utilizando-se o teste de Kruskal-Wallis. A influência das variáveis meteorológicas na ET0 e IA será determinada através da análise das derivadas parciais. Por fim, aplicar-se-á o procedimento das correlações canônicas (estatística multivariada) para verificar relações existentes entre o grupo da ET0 e IA com o grupo das temperaturas da superfície do mar (Pacífico e Atlântico) e do Índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI). Em todos os testes utilizar-se-ão significância estatística de 5%. Os resultados preliminares indicaram que a ET0 ocorre com mais intensidade na primavera (~500 mm) e anualmente os valores da ET0 alcançam, em algumas áreas, acumulados de aproximadamente 2000 mm, especialmente na maior parte da área que compõe a região semiárida do NEB. Para a microrregião do Seridó paraibano (São José do Sabugí) foi identificado tendências positivas da ET0, tanto dentro do período mais chuvoso (março) como no mais seco (primavera), com significância de 5%, entretanto não foram significativas as tendências para o IA. Espera-se que ao alcançarem-se os objetivos propostos neste trabalho, a contribuição científica seja útil para diversas áreas do conhecimento (Climatologia, Hidrologia, Ciências Agrárias, Geografia, etc) a partir da decomposição do NEB de acordo com a ET0 e IA, assim como análises de indícios de mudanças nas séries temporais de cada uma, identificando e quantificando qual/quais variáveis meteorológicas estão exercendo maior impacto sobre elas, como também verificando qual/quais as contribuições oceânicas e da vegetação


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2086472 - BERGSON GUEDES BEZERRA
Interno - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Externo ao Programa - 2411669 - JONATHAN MOTA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 17/04/2018 09:59
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao