Banca de QUALIFICAÇÃO: WIVALDO DANTAS DE ASEVEDO JÚNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WIVALDO DANTAS DE ASEVEDO JÚNIOR
DATA : 01/11/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Modelo empírico parametrizado de ventos neutros termosféricos para baixas e medias latitudes baseado em estatística de dados registrados pelo UARS-WINDII


PALAVRAS-CHAVES:

aeronomia, ionosfera, atmosfera neutra, vento neutro termosférico, análise estatística, modelagem paramétrica estatística


PÁGINAS: 80
RESUMO:

Os ventos neutros termosféricos desempenham um papel fundamental na dinâmica da ionosfera atuando diretamente na deriva do plasma ionosférico, sendo o principal mecanismos de manutenção da ionosfera noturna além de infuenciarem diretamente no comportamento da anomalia equatorial de ionização (AEI). Existem medidas realizadas de vento neutro termosférico utilizando equipamentos como interferômetro de Fabry-Pérot (FPI sigla para Fabry-Pérot interferometer), radar de espalhamento incoerente (ISR sigla para Incoherent Scatter Radar) e dados de sondagem a bordo de foguetes. No entanto, estas medidas são localizadas oferecendo uma baixa cobertura de dados. Com a utilização de equipamentos embarcado em satélites, foi possível obter uma melhor cobertura de dados sobre a respeito do comportamento dos ventos neutros, é o caso do satélite UARS (Upper  Atmosphere  Research  Satellite) e o DE-2 (Dynamics Explorer 2). Os modelos de ventos neutros termosféricos têm se tornando uma ferramenta importante para os estudos e compreensão do comportamento dos ventos neutros na alta atmosfera terrestre. No entanto, os modelos de ventos neutros disponíveis apresentam falhas quando relacionados ao comportamento da ionosfera, especialmente no hemisfério Sul, e por consequência sobre o Brasil. Neste trabalho propomos um modelo de ventos neutros termosféricos paramétrico baseado em um estudo estatístico dos registros de ventos neutros termosféricos obtidos pelo satélite UARS utilizando o equipamento embarcado WINDII (Wind Imaging Interferometer). O modelo considera o comportamento médio entre as altitude de 225 km e 275 km em períodos de atividades solar e geomagnéticas considerados calmos (F 10, 7 cm ≤ 125 sfu, e kp ≤ 2, 33) para calcular valores das componentes do vento neutro cobrindo baixas e médias latitudes (±45o de latitude geográfca) para todo o globo ( ±180o de longitude geográfca) com cobertura sazonal (dia do ano) e hora local. Como forma de avaliar o comportamento e acurácia do modelo proposto, confrontaremos os valores de vento neutro termosférico modelados com dados originais do registro do satélite. Também serão realizadas comparações com saída de outros modelos de ventos neutros termosféricos, como o HWM (Horizontal Wind Model), e dados provenientes de observações realizadas com interferômetro de Fabry-Pérot.  Além disso, também pretende-se avaliar o comportamento dos ventos neutros modelados em relação a parâmetros relevantes a dinâmica da ionosfera


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1808127 - JOSE HENRIQUE FERNANDEZ
Interno - 1858120 - DAVID MENDES
Interno - 348011 - GILVAN LUIZ BORBA
Interno - 1914304 - KELLEN CARLA LIMA
Externo à Instituição - CHRISTIANO GARNETT MARQUES BRUM - INPE
Notícia cadastrada em: 24/10/2017 08:04
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao