Banca de DEFESA: GILVAN LUTERO DE CARVALHO FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GILVAN LUTERO DE CARVALHO FILHO
DATA : 28/09/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geofísica - UFRN
TÍTULO:

Estimativa do Vapor d´Água integrado utilizando dados de estações GNSS terrestres para aplicações na troposfera sobre as cidades de Natal e Mossoró, no Estado do Rio Grande do Norte, Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

GNSS; ZTD; IWV; Pluviometria; Nowcasting


PÁGINAS: 56
RESUMO:

A técnica de análise de sinais GNSS (Global Navigation Satellite System) emitidos por satélites tem sido largamente utilizada no campo da geodinâmica e da geodesia, como sensor para medidas de velocidades e deslocamentos de placas tectônicas e da representação da forma e da superfície da Terra. No entanto, o sinal proveniente do satélite sofre atrasos ao atravessar a atmosfera terrestre, especificamente em duas das suas camadas: (a) a camada da ionosférica, na qual o sinal sofre atraso pela presença de átomos ionizados nesta região, e (b) a camada troposférica, onde o atraso acontece devido a presença de vapor d’água na região, sendo este fortemente relacionado à quantidade de vapor d’água precipitável presente na mesma. Neste trabalho apresenta-se uma análise de dados de sinais GNSS, coletados em estações receptoras de superfície, visando aplicações relacionadas ao cálculo da quantidade de vapor d´água na troposfera. Os dados das estações GNSS foram obtidos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) através da RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Continuo dos Sistemas GNSS). Os seus processamentos foram realizados utilizando-se o software GIPSY, do JPL-NASA (Jet Propulsion Laboratory), que processa os dados observados dos satélites e fornece os valores de ZTD (Zenital Tropospheric Delay) ou Atraso Zenital Troposférico. Conhecendo a temperatura da pressão na posição da antena receptora dos sinais, determinou-se o IWV (Integrated Water Vapor), Vapor d´água Integrável na coluna atmosférica, que pode ser relacionado a pluviometria local. Aplicações foram feitas para as cidades de Natal e Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte. A partir das séries de tempo obtidas para os parâmetros ZWD, IWV e Pluviometria, e com o uso software R, foram realizadas as correlações entre essas variáveis. A utilização dos sinais de GNSS vem sendo utilizada como ferramenta de auxílio para a PNT (previsão numérica de tempo), utilizando-se o parâmetro IWV como dado de entrada para modelos de aplicações de Nowcasting.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 345792 - MARIO PEREIRA DA SILVA
Externo ao Programa - 2352793 - DEUSDEDIT MONTEIRO MEDEIROS
Externo ao Programa - 350830 - JOSE HUMBERTO DE ARAUJO
Externo à Instituição - FRANCISCO RAIMUNDO DA SILVA - INPE
Notícia cadastrada em: 06/09/2016 12:08
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao