Banca de DEFESA: MARIA DAS VITORIAS MEDEIROS DA MATA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DAS VITORIAS MEDEIROS DA MATA
DATA: 18/06/2015
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

ESTIMATIVA DAS EMISSÕES DE DIÓXIDO DE CARBONOASSOCIADAS ÀS MUDANÇAS NO USO E COBERTURA DA TERRA DO BIOMA CAATINGA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE.


PALAVRAS-CHAVES:

Emissões de CO2; Modelo de emissões INPE-EM; Mudanças no uso e cobertura da terra; Bioma Caatinga.


PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
RESUMO:

Esta pesquisa apresenta as estimativas das taxas de emissões de CO2 por mudanças no uso e cobertura da terra (MUCT) no Bioma Caatinga do Estado do Rio Grande do Norte, que compreende uma área de aproximadamente 52.810km2.Como ferramenta foi utilizando o modelo de emissões INPE-EM (INPE- Emission Model) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O principal objetivo desta pesquisa foi adaptar o modelo de emissões INPE-EM (INPE- Emission Model) para quantificar as emissões de CO2 por MUCT na região no período entre 2000 – 2010. Na adaptação do modelo, foram utilizados dados de desmatamento anuais entre 2000 e 2010, além de dados de biomassa e uma série de parâmetros disponíveis na literatura, como a porcentagem de biomassa acima e abaixo do solo removida, a porcentagem de biomassa acima do solo após o desmatamento que será queimada no primeiro ano, o ciclo de queimadas, o decaimento do corte, o número de anos para o abandono de uma área de agricultura, etc. Uma primeira base de dados entre 1900 e 1999 foi simulada para incluir as contribuições do passado nos cenários de emissões. Os resultados permitiram a geração de uma base de dados inédita das emissões de CO2 nessa região com resolução espacial de 5 km x 5 km. Esta base de dados servirá para outros estudos regionais/globais de balanço de carbono, contribuindo também para a melhoria de inventários de emissões da região. Este trabalho é de fundamental importância para a modelagem da geração, transporte e deposição de poluentes na química da atmosfera, tanto para estudos ambientais a curto prazo quanto para estudos climáticos. O estudo poderá servir para tomadas de decisões na política ambiental da região e para análises de impactos da ação antrópica no Bioma Caatinga.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1879213 - JUDITH JOHANNA HOELZEMANN
Interno - 872.707.908-25 - NEUSA MARIA PAES LEME - INPE
Externo ao Programa - 1639731 - ANDRE MEGALI AMADO
Externo à Instituição - ANA PAULA DUTRA DE AGUIAR - INPE
Externo à Instituição - JEAN PIERRE HENRY BALBAUD OMETTO - INPE
Externo à Instituição - RAMIRO GUSTAVO VALERA CAMACHO - UERN
Notícia cadastrada em: 18/06/2015 08:14
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao