Banca de QUALIFICAÇÃO: RONABSON CARDOSO FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONABSON CARDOSO FERNANDES
DATA: 13/05/2015
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

ESTUDO DA INFLUÊNCIA DOS RAIOS CÓSMICOS E ATIVIDADE SOLAR NA PRECIPITAÇÃO PLUVIAL REGIONAL: CASO NORTE E NORDESTE DO BRASIL


PALAVRAS-CHAVES:

wavelet, coerência, climatologia, redes neurais


PÁGINAS: 32
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
RESUMO:

Diante da perspectiva do aumento de extremos de precipitação pluvial devido às mudanças climáticas, estudar a influência da atividade ciclo solar e fluxo de raios cósmicos nessa variável meteorológica é de grande importância. A precipitação pluvial é um fator preponderante para a agricultura, setor energético, pecuária e para a economia desde a escala global à local e, atenuação do volume e taxa de precipitação na escala de tempo e espaço traz grandes prejuízos à sociedade.  Com isso, o objetivo desse trabalho foi de estabelecer a relação espaço-temporal entre o fluxo de raios cósmicos e atividade solar na precipitação pluvial.  Constatou-se a existência de 161 estações de monitoramento de raios cósmicos, com médias mensais de 1950 a 2005, porém, com período distinto de funcionamento. Utilizou-se ainda dados históricos de mancha solar e de densidade de fluxo Solar em 2800 megahertz. Para a precipitação pluvial, utilizou-se a taxa de precipitação estimada do algoritmo 3B43, versão 7, do satélite Tropical Rainfall Measuring Mission Project (TRMM), com resolução espacial de 0,25º x 0,25º graus, mensal,  de 01 de janeiro de 1998 a 31 de dezembro de 2013. Ainda, foram utilizados dados históricos de precipitação pluvial acumulada mensal, provenientes do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), de São Luis/MA, Teresina/PI, Fortaleza/CE, Natal/RN, João Pessoa/PB, Recife/PE, Maceió/AL, Aracaju/SE e Salvador/BA de janeiro de 1961 a dezembro de 2013.   Para estudo periódico, aplicou-se wavelet coherence para averiguar a coerência entre as séries temporais. Os resultados iniciais mostraram a possibilidade de reconstrução das séries temporais com auxilio computacional e de outras estações de monitoramento de raios cósmicos.  Em relação a precipitação pluvial, observou-se que, anualmente, no período de máximo solar e mínimo de raios cósmicos, tem uma tendência de redução gradativa percentual das taxas de precipitação . Contudo, no período de mínimo solar acarretando o aumento de fluxo de raios cósmicos, tem uma tendência de aumentar as taxas de precipitação para diversas regiões do globo. Outro ponto a ser destacado, com auxilio da wavelet coherence, constatou-se a alta coerência para alguns período histórico de precipitação global (TRMM) e algumas 9 cidades em estudo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1858120 - DAVID MENDES
Interno - 1808127 - JOSE HENRIQUE FERNANDEZ
Presidente - 320597 - PAULO SERGIO LUCIO
Externo à Instituição - WEBER ANDRADE GONÇALVES - UFRN
Notícia cadastrada em: 13/05/2015 08:17
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao