Banca de DEFESA: ANNA PAULA DE ANDRADE VASCONCELOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANNA PAULA DE ANDRADE VASCONCELOS
DATA: 17/03/2016
HORA: 09:30
LOCAL: a definir
TÍTULO:

O TRANSBORDAMENTO DA MÍDIA TELEVISIVA: UMA ANÁLISE DO USO DO VC NO RNTV NO TELEJORNALISMO



PALAVRAS-CHAVES:

Telejornalismo, transmídia, participação, rotinas produtivas, transbordamento, VC no RNTV.


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
SUBÁREA: Jornalismo e Editoração
ESPECIALIDADE: Teoria e Ética do Jornalismo
RESUMO:

proposta deste trabalho é a de analisar o telejornalismo empregado no Rio Grande do Norte, agindo no recorte da emissora Intertv Cabugi e na sua relação de diálogo com a audiência sob o ponto de vista das rotinas produtivas dos jornalistas que selecionam as notícias e pautam o telejornal RNTV, primeira edição. Compreendido nas novas tecnologias da comunicação, o trabalho está baseado nas teorias midiáticas utilizadas por Muniz Sodré e Hjavard. Apontamentos sobre o futuro do jornalismo de Chaparro são fundamentais para o desenvolvimento da perspectiva científica. Uma vez que, segundo pesquisa recente, a quantidade telespectadores no Rio Grande do Norte permanece acima da média nacional, justifica-se o interesse por estudos dessa natureza.  Buscou-se analisar quais são as estratégias e as inovações empregadas pelo veículo para garantir o interesse do público, sob a ótica dos autores, Renó e Flores, Scolari e Shirky. A metodologia utilizada foi um estudo de caso, como propõe Yin e fazendo-se uso da pesquisa participante relatada por Peruzzo. Para isso analisou-se, além das rotinas produtivas de produtores e editores, o poder de fala do telespectador na produção deste conteúdo, através de um conjunto de métodos e técnicas de pesquisa, entre eles a observação participante. Houve a intenção de se verificar como se dá a seleção do público participante, e com base em quais critérios de noticiabilidade isso acontece. A partir dos resultados obtidos observou-se que o jornalismo vive uma crise de identidade e está testando empiricamente soluções empregadas em outros meios tradicionais de comunicação. Assim, observou-se a presença do fenômeno denominado “transbordamento”. Notou-se também, ao se analisar as rotinas produtivas, a inexistência de núcleo especializado em participação para intermediar essas falas. Sabe-se que a proposta do aplicativo estudado é a de que todos sejam responsáveis pela sua atualização e retorno aos emissores, o que não ocorreu de forma satisfatória. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2475502 - ITAMAR DE MORAIS NOBRE
Interno - 1319361 - JUCIANO DE SOUSA LACERDA
Interno - 1694773 - VALQUIRIA APARECIDA PASSOS KNEIPP
Externo à Instituição - DENIS PORTO RENÓ - UNESP
Notícia cadastrada em: 29/02/2016 18:55
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao