Banca de DEFESA: MARIA GISLENE CARVALHO FONSECA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA GISLENE CARVALHO FONSECA
DATA: 11/03/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório A
TÍTULO:

Folhetos de cordel entre realidade e ficção cotidiana: um estudo da mídia na construção do personagem Seu Lunga


PALAVRAS-CHAVES:

Cordel; Realidade e Ficção; Mídia; Produção de Sentido; Seu Lunga


PÁGINAS: 172
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

Neste trabalho pretendemos, a partir do caso de Seu Lunga, um personagem da cultura nordestina, cujas histórias circularam oralmente até virarem versos de cordel, compreender o folheto, produto cultural tão significativo, como mídia, com características de linguagem específicas, que atuam como formas de construção e transmissão de realidades. Para compreender este fenômeno de produção de sentidos na mídia cordel, utilizamos a hermenêutica como método e aplicamos a teoria geral da interpretação aos seis folhetos escolhidos. Trabalhamos com uma perspectiva construtivista, que nos embasa na discussão sobre realidade cotidiana e ficção, conceitos que são levantados em torno da essência do personagem que é real, mas que é também parte das atividades criativas dos poetas, como ambos estão interligados e constituem a compreensão que os indivíduos têm do real. A partir das análises realizadas, percebemos que cada poeta apresenta os campos de significação de Seu Lunga de uma forma diferenciada, partindo da subjetividade, da intencionalidade e das mediações existentes entre cada um deles e os discursos que produzem. Cada cordelista contribui a seu modo de significação para a construção do imaginário em torno de Seu Lunga. O discurso dos cordelistas contém uma série de elementos que buscam legitimar como ‘verdade’ as ações descritas. Neste embate, nosso objetivo neste trabalho é o de compreender a construção dos campos de significação, onde esses discursos se localizam, a produção de sentidos em torno de um personagem que não está em um campo finito, mas que transita por diversos deles, tornando dinâmicos os limites entre realidade e ficção.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MARCELO MAGALHÃES BULHÕES - UNESP
Presidente - 1351529 - MICHAEL MANFRED HANKE
Interno - 1991071 - PAULO BRAZ CLEMENCIO SCHETTINO
Notícia cadastrada em: 07/02/2014 09:47
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao