Banca de DEFESA: BRUNO ITALO FRANCO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNO ITALO FRANCO DE OLIVEIRA
DATA : 01/09/2021
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/cgr-dsrp-hew
TÍTULO:

Avaliação do Custo do Ciclo de Vida de materiais cimentícios: estudo para argamassas industrializadas.



PALAVRAS-CHAVES:

Avaliação econômica. Construção civil. Externalidades. Análise de cenários. Valoração ambiental.


PÁGINAS: 124
RESUMO:

A indústria da construção civil é um dos maiores consumidores de energia e materiais. Compreender como esse consumo ocorre durante o seu ciclo de vida é extremamente relevante para o planejamento de mudanças para o setor. Assim, considerando a importância de dentro da perspectiva do ciclo de vida analisar os aspectos ambientais e econômicos destes materiais, buscou-se nesta pesquisa, identificar os impactos causados pela produção de materiais cimentícios, em especial a argamassa ACII, a partir de um estudo de caso em uma empresa localizada no interior do Nordeste, empregando uma metodologia de custo do ciclo de vida (CCV). Os custos foram avaliados empregando a abordagem custo-benefício, associando os custos internos e externos do ciclo de vida do berço ao portão. A produção das argamassas foi analisada utilizando cenários alternativos visando minimizar as incertezas inerentes ao processo. Para cada cenário foram analisadas alternativas mitigadoras para os principais impactados ambientais associados, visando verificar sua viabilidade e efetividade. Os resultados do CCV mostraram que o cimento tem um elevado impacto econômico e ambiental e que os custos internos são os maiores contribuintes para os custos totais do processo, devido as elevadas quantidades de matérias-primas e insumos empregadas e pela busca da empresa em se tornar mais sustentável. O cenário de economia aquecida possibilitou melhores resultados no que se refere a viabilidade econômica, motivados principalmente pela baixa cotação do dólar. Já o cenário com economia em retração pode dificultar que medidas para redução de impactos ambientais sejam implantadas, dificultando assim o aperfeiçoamento da produção. A utilização de equipamento de proteção individual, juntamente com a instalação de um sistema de exaustão e a substituição do cimento portland comum por um cimento LC3, se mostrou uma maneira viável e efetiva de amenizar os impactos ambientais associados, entretanto, necessitam de muitos recurso e tempo para sua implementação. Conclui-se com o estudo que a inclusão do pensamento do ciclo de vida no processo de tomada de decisões demonstrou ser de suma relevância para a obtenção de uma produção mais sustentável, uma vez que considera os diferentes estágios do ciclo de vida.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1717461 - LUCIANA DE FIGUEIREDO LOPES LUCENA
Interna - 380.026.713-68 - JOSYANNE PINTO GIESTA - IFRN
Externa à Instituição - CLAUDIA COUTINHO NÓBREGA - UFPB
Notícia cadastrada em: 16/08/2021 15:54
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao